Estabelecimento in vitro de Bambusa oldhamii Munro a partir de matrizes cultivadas a campo e identificação molecular de bactéria endofítica

  • Ana Paula de Azevedo Pasqualini Universidade Federal do Paraná
  • Gabriela Xavier Schneider Universidade Federal do Paraná
  • Hugo Pacheco de Freitas Fraga Universidade Federal do Paraná
  • Luiz Antonio Biasi Universidade Federal do Paraná.
  • Marguerite Quoirin Universidade Federal do Paraná.

Resumo

Na micropropagação de plantas, a etapa de estabelecimento é dificultada pela presença de micro-organismos em tecidos oriundos de matrizes do campo, especialmente para bambu. Objetivou-se estabelecer um protocolo eficiente de assepsia de explantes de Bambusa oldhamii oriundos de plantas em campo e efetuar a identificação molecular de um possível isolado bacteriano endofítico. Os explantes foram expostos subsequentemente a álcool 70 %, hipoclorito de sódio 1 % (NaOCl), cloreto de mercúrio 0,1 % (HgCl2), tiofanato-metílico (Cercobin®) e digliconato de clorexidina (Riohex® 2 %), em diferentes combinações, e introduzidos em meio Murashige and Skoog (sólido ou líquido), acrescido ou não de 4 mL L-1 de Plant Preservative Mixture (PPMTM), em sete tratamentos. A assepsia e imersão dos explantes no meio de cultura líquido contendo 4 mL L-1 de PPMTM inibiram visualmente o crescimento de bactérias e fungos, permitiram o desenvolvimento de brotações com comprimento médio de 2,2 cm e posteriores subcultivos, sendo o melhor tratamento usado para o estabelecimento in vitro de B. oldhamii. A identificação molecular da bactéria por meio do sequenciamento do 16S rDNA permitiu identificar o isolado bacteriano como Ralstonia sp., com 100 % de similaridade, e as análises filogenéticas o agruparam com Ralstonia pickettii. Além disso, a bactéria se mostrou sensível a 4 mL L-1 de PPMTM pelo teste de concentração mínima inibitória.

PALAVRAS-CHAVE: Ralstonia, bambu, micropropagação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula de Azevedo Pasqualini, Universidade Federal do Paraná
Universidade Federal do Paraná, Fitotecnia, Laboratório de Micropropagação de Plantas.
Gabriela Xavier Schneider, Universidade Federal do Paraná
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia, Patologia e Parasitologia, PPGMPP, UFPR.
Hugo Pacheco de Freitas Fraga, Universidade Federal do Paraná
Professor Adjunto do Departamento de Botânica, UFPR.
Luiz Antonio Biasi, Universidade Federal do Paraná.
Professor Titular do Departamento de Fitotecnia e Fitossanitarismo, UFPR.
Marguerite Quoirin, Universidade Federal do Paraná.
Professora Senior do Departamento de Botânica, UFPR.
Publicado
28-03-2019
Como Citar
PASQUALINI, A. P.; SCHNEIDER, G.; FRAGA, H.; BIASI, L.; QUOIRIN, M. Estabelecimento in vitro de Bambusa oldhamii Munro a partir de matrizes cultivadas a campo e identificação molecular de bactéria endofítica. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 49, p. e53673, 28 mar. 2019.
Seção
Suplemento Especial: Bambu