Atividade antioxidante de plantas de arroz pulverizadas com herbicidas

  • Marcos André Nohatto Universidade Federal de Pelotas
  • Dirceu Agostinetto Universidade Federal de Pelotas
  • Ana Claudia Langaro Universidade Federal de Pelotas
  • Claudia de Oliveira Universidade Federal de Pelotas
  • Queli Ruchel Universidade Federal de Pelotas
Palavras-chave: Oryza sativa, estresse oxidativo, fitotoxicidade.

Resumo

O entendimento do comportamento fisiológico de defesa de plantas submetidas à aplicação de herbicidas auxilia na identificação de produtos com maior ou menor capacidade de causar estresse oxidativo na cultura. Objetivou-se avaliar o efeito de herbicidas na atividade antioxidante de plantas de arroz. O delineamento experimental utilizado foi o completamente casualizado, com seis repetições. Os tratamentos constituíram-se dos herbicidas bentazona (inibidor de fotossistema II; 960 g ha-1), penoxsulam (inibidor de acetolactato sintase; 60 g ha-1), cialofope-butílico (inibidor de acetil-coenzima A carboxilase; 315 g ha-1) e testemunha sem aplicação. Após aplicação dos herbicidas, foram realizadas coletas da parte aérea do arroz às 12, 24, 48 e 96 horas após a aplicação (HAA). As variáveis avaliadas foram peróxido de hidrogênio (H2O2), peroxidação lipídica e atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT). Bentazona (até 24 HAA) e penoxsulam (48 e 96 HAA) reduziram a atividade da CAT. Além disso, esses herbicidas aumentaram o nível de H2O2, peroxidação lipídica e atividade da SOD, indicando condição de estresse oxidativo nas plantas de arroz. O herbicida cialofope-butílico não alterou a atividade antioxidante, sinalizando menor capacidade de causar estresse à cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos André Nohatto, Universidade Federal de Pelotas

Engenherio Agrônomo

Mestre em Fitossanidade, Doutorando do Programa de Pós-Gradução em Fitossanidade

Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel

Universidade Federal de Pelotas

Dirceu Agostinetto, Universidade Federal de Pelotas

Engenheiro Agrônomo

Doutor em Fitotecnia

Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel

Universidade Federal de Pelotas

 

Ana Claudia Langaro, Universidade Federal de Pelotas

Engenheria Agrônoma

Mestranda do Programa de Pós-Gradução em Fitossanidade

Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel

Universidade Federal de Pelotas

Claudia de Oliveira, Universidade Federal de Pelotas

Engenheria Agrônoma

Mestre em Fitossanidade, Doutoranda do Programa de Pós-Gradução em Fitossanidade

Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel

Universidade Federal de Pelotas

Queli Ruchel, Universidade Federal de Pelotas

Engenheria Agrônoma

Mestre em Fitossanidade, Doutoranda do Programa de Pós-Gradução em Fitossanidade

Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel

Universidade Federal de Pelotas

Publicado
28-03-2016
Como Citar
NOHATTO, M.; AGOSTINETTO, D.; LANGARO, A.; OLIVEIRA, C.; RUCHEL, Q. Atividade antioxidante de plantas de arroz pulverizadas com herbicidas. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 46, n. 1, p. p. 28-34, 28 mar. 2016.
Seção
Artigo Científico