Análise de fatores de resistência a Tospovirus em acessos de Solanum (secção Lycopersicon)

Autores

  • Renata Maria de Oliveira Universidade Federal de Goiás
  • Marcos Gomes da Cunha Universidade Federal de Goiás
  • Maria Esther Noronha Fonseca Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Hortaliças
  • Leonardo Silva Boiteux Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Hortaliças
  • Érico de Campos Dianese Universidade Federal de Goiás

Palavras-chave:

Solanum lycopersicum L., Sw-5, genes de resistência.

Resumo

O cultivo ininterrupto e intensivo de tomateiro tem favorecido o estabelecimento de diversas doenças que afetam a produção e a qualidade dos frutos. A resistência genética é o melhor método para o controle da doença chamada ‘vira-cabeça’ (causada por distintas espécies do gênero Tospovirus), sendo o Sw-5 o primeiro gene de resistência efetivamente identificado para o seu controle no tomateiro. Objetivou-se avaliar novas potenciais fontes de resistência às tospoviroses, em germoplasma de espécies selvagens de Solanum (Lycopersicon), bem como conduzir análises filogenéticas relacionadas à característica evolutiva do gene Sw-5b, em acessos de espécies selvagens de tomateiro. Essas análises evidenciaram que as diferentes espécies de tomateiros pertencem a distintos grupos evolutivos. A maioria dos acessos com resistência ampla contra espécies de Tospovirus correspondem a variantes alélicas muito próximas da cópia original do gene Sw-5b. No entanto, acessos resistentes de S. chilense e S. habrochaites localizam-se em grupos filogeneticamente distintos, indicando que eles podem representar fontes promissoras de novos genes/alelos, condicionando resistência ampla aos tospovírus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Maria de Oliveira, Universidade Federal de Goiás

Doutoranda na Universidade Federal de Goiás, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, subárea Fitossanidade.

Marcos Gomes da Cunha, Universidade Federal de Goiás

Professor Adjunto departamento de fitossanidade da Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás

Maria Esther Noronha Fonseca, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Hortaliças

Pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Hortaliças

Leonardo Silva Boiteux, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Hortaliças

Pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Hortaliças

Érico de Campos Dianese, Universidade Federal de Goiás

Professor Adjunto departamento de fitossanidade da Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás

Downloads

Publicado

28-09-2015

Como Citar

DE OLIVEIRA, R. M.; DA CUNHA, M. G.; FONSECA, M. E. N.; BOITEUX, L. S.; DIANESE, Érico de C. Análise de fatores de resistência a Tospovirus em acessos de Solanum (secção Lycopersicon). Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 45, n. 3, p. 340–347, 2015. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/34417. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Proteção de Plantas