O PERFIL FUNDIÁRIO DO ASSENTAMENTO RURAL JOÃO DE DEUS E OS REFLEXOS NO SISTEMA DE PRODUÇÃO

  • Ana Maria Pinheiro UFG
  • Joel Orlando Marin UFG
Palavras-chave: Reforma Agrária, estrutura agrária

Resumo

O presente trabalho foi realizado com base em dados levantados no Projeto de Assentamento Rural João de Deus, município de Silvânia, Estado de Goiás, com o objetivo de descrever e analisar o processo de implantação do assentamento, uma vez que o seu perfil fundiário apresenta as parcelas de terra com variações significativas, com lotes de 5 a 64 hectares por família. O procedimento de distribuição dos lotes não obedeceu a uma racionalidade coerente com as especificidades geofísicas, agroecológicas e com as especificidades da população assentada, no que diz respeito especialmente à composição familiar. No processo de implantação do projeto identifica-se o protecionismo do INCRA em relação, principalmente, aos fazendeiros e políticos da região. Analisaram-se os reflexos na produção, como o abandono de cultivares melhoradas, as formas de arrendamento de terras, o sistema de meação e de aluguel de pastos fora do assentamento, bem como acentuado processo de evasão rural por familiares que ficam limitados quanto às opções de expansão e de modalidades de produção.

PALAVRAS-CHAVE: Reforma Agrária; estrutura agrária.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
18-12-2007
Como Citar
PINHEIRO, A.; MARIN, J. O PERFIL FUNDIÁRIO DO ASSENTAMENTO RURAL JOÃO DE DEUS E OS REFLEXOS NO SISTEMA DE PRODUÇÃO. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 27, n. 1, p. 15-28, 18 dez. 2007.
Seção
Artigo Científico