QUALIDADE BACTERIOLÓGICA DE CAMARÕES GIGANTES DA MALÁSIA (Macrobrachium rosembergii) CULTIVADOS COM DEJETOS DE AVES

  • Albenones José de Mesquita UFG
  • Paulo César Silva UFG
  • Iolanda Aparecida Nunes UFG
  • Edmar Soares Nicolau UFG
  • Patrícia Lorena da Silva Neves Guimarães CNPq
Palavras-chave: Camarão, Macrobrachium rosembergii, dejetos de aves

Resumo

No presente experimento verificou-se a qualidade bacteriológica de camarões gigantes da Malásia (Macrobrachium rosembergii) cultivados em cativeiro, em consórcio com dejetos de avicultura, na Estação de Piscicultura da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás, obtendo-se os seguintes resultados: pesquisa de Salmonella ausência em 25g em todas as amostras; contagem de Staphylococcus aureus - variou de < 1,0 x 10¹ a 2,0 x 10¹ UFC/g contagem de microrganismos aeróbios ou facultativos mesófilos viáveis - < 1,0 x 10¹ a 1,0 x l0³ UFC/g ; psicrotróficos - < 1,0 x 10¹ a 1,0 x 10³ UFC/g; NMP de Coliformes totais - 3 a 15/g; NMP de Coliformes fecais - 3 a 7/g. Os valores acima estão em acordo com o padrão nacional.

PALAVRAS-CHAVE: Camarão, Macrobrachium rosembergii; dejetos de aves.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
18-12-2007
Como Citar
MESQUITA, A.; SILVA, P.; NUNES, I.; NICOLAU, E.; GUIMARÃES, P. QUALIDADE BACTERIOLÓGICA DE CAMARÕES GIGANTES DA MALÁSIA (Macrobrachium rosembergii) CULTIVADOS COM DEJETOS DE AVES. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 27, n. 1, p. 1-6, 18 dez. 2007.
Seção
Artigo Científico