ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DA FEBRE AFTOSA BOVINA EM GOIÁS NA SÉRIE CRONOLÓGICA 1977-1992

Autores

  • Valéria de Sá Jayme UFG
  • Celina Maria Modena UFMG
  • Antônio Maria Claret Torres UFMG
  • Rabindranath Loyola Contreras UFMG

Palavras-chave:

Febre aftosa, Goiás, comportamento

Resumo

Para analisar a conduta da febre aftosa em Goiás de 1977 a 1992, visando a acompanhar a variação de sua freqüência e distribuição, foram utilizados indicadores de morbi-mortalidade. Para tal, elaboraram-se e analisaram-se os coeficientes de incidência, ataque e letalidades anuais com as respectivas tendências. Paralelamente, avaliaram-se os tipos de diagnóstico conduzidos, os tipos de vírus mais prevalentes e seu comportamento na série cronológica. Observou-se que o número de focos e o coeficiente de incidência apresentaram tendência negativa Y = 333,81 - 0,38X e Y = 22,17 - 0,25X, respectivamente. Comportamento crescente foi constatado para o coeficiente de letalidade (Y = 7,64 + 1,15X) e ataque (Y = 10,27 + 0,03X). Verificou-se predomínio do diagnóstico clínico e maior ocorrência do vírus tipo A, isolado em 57,58% dos episódios.

PALAVRAS-CHAVE: Febre aftosa; Goiás; comportamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-12-2007

Como Citar

JAYME, V. de S.; MODENA, C. M.; TORRES, A. M. C.; CONTRERAS, R. L. ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DA FEBRE AFTOSA BOVINA EM GOIÁS NA SÉRIE CRONOLÓGICA 1977-1992. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 26, n. 2, p. 15–22, 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2932. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico