RENTABILIDADE DA PRODUÇÃO DE VASSOURAS DE SORGO-VASSOURA (Sorghum bicolor (L.) MOENCH)

Autores

  • Gabriella Aparecida Alves Martins Farias
  • João Gaspar Farias
  • José Ferreira de Noronha

Palavras-chave:

Sorghum bicolor, agricultura familiar, artesanato, sorgo-vassoura, vassouras

Resumo

A fabricação artesanal de vassouras, a partir da palha seca de plantas nativas e cultivadas, é uma tradição antiga de pequenos produtores e seus familiares. Em Goiás os produtores usam as folhas da palmeira Syagrus sp., cuja disponibilidade vem-se reduzindo rapidamente. No sul do Brasil são tradicionais as vassouras de sorgo-vassoura. Experimentos feitos em Goiás mostraram que a cultura de sorgo-vassoura se adapta bem à região do cerrado, podendo vir a ser recomendada como substituta do coqueirinho. O trabalho faz uma descrição inicial dos sistemas de produção de sorgo-vassoura no Rio Grande do Sul, em São Paulo e em Goiás. Foram estudados quatro casos, com dados coletados entre 1997 e 1998, por entrevista direta com produtores, e atualizados em 1999. As margens líquidas sobre o custo médio da exploração foram de 92, 102, 100 e 59%, para Rio Grande do Sul, São Paulo, Goiás (sorgo-vassoura e coqueirinho).

 

PALAVRAS-CHAVE: Sorghum bicolor; agricultura familiar; artesanato; sorgo-vassoura; vassouras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-12-2007

Como Citar

FARIAS, G. A. A. M.; FARIAS, J. G.; NORONHA, J. F. de. RENTABILIDADE DA PRODUÇÃO DE VASSOURAS DE SORGO-VASSOURA (Sorghum bicolor (L.) MOENCH). Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 30, n. 1, p. 97–102, 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2870. Acesso em: 3 ago. 2021.

Edição

Seção

Artigo Científico