DESEMPENHO OPERACIONAL DE UMA SEMEADORA ADUBADORA À TRAÇÃO ANIMAL, COM DIFERENTES SISTEMAS DE SULCADORES, REGULAGENS DE DISCO DE CORTE E COBERTURAS MORTAS, NO PLANTIO DIRETO DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.)

Autores

  • Rogério de Araújo Almeida UFG
  • José Geraldo da Silva EMBRAPA Arroz e Feijão

Palavras-chave:

Plantio direto, tração animal, semeadora

Resumo

Em um experimento realizado na Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia (GO), no ano de 1998, fez-se a avaliação do desempenho operacional de uma semeadora-adubadora a tração animal, no plantio direto do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.). O experimento foi conduzido em um latossolo vermelho-escuro distrófico, textura média. Utilizaram-se dois tipos de cobertura morta, três sistemas de sulcador e duas regulagens para o disco de corte. O sistema de sulcador do tipo disco duplo defasado mobilizou menor volume de solo, exigiu menos potência no tracionamento e menor consumo de energia que os sistemas providos de sulcador do tipo facão.

PALAVRAS-CHAVE: Plantio direto; tração animal; semeadora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-12-2007

Como Citar

ALMEIDA, R. de A.; SILVA, J. G. da. DESEMPENHO OPERACIONAL DE UMA SEMEADORA ADUBADORA À TRAÇÃO ANIMAL, COM DIFERENTES SISTEMAS DE SULCADORES, REGULAGENS DE DISCO DE CORTE E COBERTURAS MORTAS, NO PLANTIO DIRETO DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.). Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 29, n. 2, p. 73–79, 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2853. Acesso em: 3 ago. 2021.

Edição

Seção

Artigo Científico