PRODUÇÃO IN VITRO DE MUDAS DE Cattleya walkeriana E Cyrtopodium palmifrons A PARTIR DE SEMENTES

Autores

  • Leila Garcês de Araújo UFG
  • Iraídes Fernandes Carneiro UFG
  • Anne Sitarama Prabhu EMBRAPA Arroz e Feijão

Palavras-chave:

Orchidaceae, cultura de tecidos, orquídea

Resumo

Sementes de Cattleya walkeriana e de Cyrtopodium palmifrons (Orchidaceae) foram transferidas assepticamente para meios de cultura Knudson, MS (Murashige & Skoog) e MS suplementado com IAA (1, 15 e 30 mg L-1) e cinetina (0,25, 5 e 10 mg L-1), para germinação. Elas foram incubadas à temperatu ra de 23 +/- 2°C, sob luz fluorescente por um período de 30 a 45 dias. As plântulas obtidas foram repicadas para meio Knudson, permanecendo em incubação por quatro meses e, em seguida, transferidas para meio fresco, até atingirem tamanho para aclimatação. O cultivo in vitro de ambas as espécies foi considerado viável, havendo comportamento diferente entre as espécies, em relação à produção de protocormóides, níveis de oxidação e crescimento in vitro. Os resultados mostraram que um meio me nos concentrado como Knudson pode ser utilizado sem adição de reguladores de crescimento para produção de mudas tanto para Cattleya walkeriana quanto para Cyrtopodium palmifrons.

PALAVRAS-CHAVE: Orchidaceae; cultura de tecidos; orquídea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-12-2007

Como Citar

ARAÚJO, L. G. de; CARNEIRO, I. F.; PRABHU, A. S. PRODUÇÃO IN VITRO DE MUDAS DE Cattleya walkeriana E Cyrtopodium palmifrons A PARTIR DE SEMENTES. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 29, n. 2, p. 67–71, 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2852. Acesso em: 10 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigo Científico