AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA ADUBADORA À TRAÇÃO ANIMAL, COM DIFERENTES SISTEMAS DE SULCADORES, REGULAGENS DE DISCO DE CORTE E COBERTURAS MORTAS, NO PLANTIO DIRETO DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.)

  • Rogério de Araújo Almeida UFG
  • José Geraldo da Silva EMBRAPA Arroz e Feijão
Palavras-chave: Plantio direto, semeadora, tração animal

Resumo

Em um experimento realizado na Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia (GO), no ano de 1997, fez-se a avaliação de desempenho de uma semeadora-adubadora a tração animal, no plantio direto do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.). O ensaio foi conduzido em um latossolo vermelho-escuro distrófico, textura média, num delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições, num fatorial 2 x 2 x 3 (dois tipos de cobertura morta, duas regulagens para o disco de corte e três sistemas de sulcador). A semeadora-adubadora avaliada não atendeu plenamente às exigências agronômicas para a semeadura direta do feijão. Massa e densidade de cobertura menores propiciaram melhor distribuição de sementes e maior população de plantas. O sistema de regulagem do disco de corte, com encaixe na roda limitadora de profundidade, propiciou maior profundidade de adubação e menor percentual de sementes descobertas. O sistema sulcador do tipo disco duplo defasado proporcionou menor profundidade de adubação, maior percentual de sementes descobertas e menor população de plantas que os sistemas providos de sulcador do tipo facão.

PALAVRAS-CHAVE: Plantio direto; semeadora; tração animal.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
13-12-2007
Como Citar
ALMEIDA, R.; SILVA, J. AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA ADUBADORA À TRAÇÃO ANIMAL, COM DIFERENTES SISTEMAS DE SULCADORES, REGULAGENS DE DISCO DE CORTE E COBERTURAS MORTAS, NO PLANTIO DIRETO DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.). Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 29, n. 2, p. 59-66, 13 dez. 2007.
Seção
Artigos Científicos