MANEJO DO SOLO E SUAS RELAÇÕES COM A ACIDEZ E A DISPONIBILIDADE DE MICRONUTRIENTES

  • Itamar Pereira de Oliveira EMBRAPA Arroz e Feijão
  • João Kluthcouski EMBRAPA Arroz e Feijão
  • Renato Sérgio Mota dos Santos UFG
Palavras-chave: Fertilidade do solo, micronutrientes, plantio direto, sistemas agrícolas

Resumo

A acidez é uma importante característica dos principais solos do cerrado, como os latossolos (56%) e as areias quartzosas (20%). O estudo foi conduzido na Fazenda Três Irmãos em Santa Helena (GO) com as culturas da soja, milho, arroz de terras altas e feijão, submetidas a quatro manejos do solo: 1) plantio direto; 2) escarificação profunda; 3) grade aradora e 4) aração profunda, e a três níveis de adubação: 1) fertilidade natural; 2) recomendação oficial e 3) equivalente à exportação pelos grãos. A distribuição do alumínio no solo foi influenciada pelos diferentes tipos de manejos em função das máquinas e implementos exigidos pelos diferentes sistemas. As áreas submetidas ao plantio direto apresentaram teor de alumínio mais elevado na camada superficial do solo após a primeira cultura. Ao contrário, os altos teores de alumínio na camada superficial, nas áreas submetidas á escarificação profunda foram observados após a última cultura. As áreas trabalhadas por grade aradora mostraram resultados mais próximos daquelas trabalhadas com arado de aiveca, porém em menor grau. Na área onde se realizou aração profunda, teores constantes de alumínio foram observados em todas as faixas de solo. Maiores valores do pH foram observados na camada superficial do solo submetido à aração profunda. O feno e o manganês foram mais uniformes nas camadas mais profundas onde o solo foi submetido à aração profunda. Nenhuma variação foi observada em relação à aplicação de fertilizantes.

PALAVRAS-CHAVE: Fertilidade do solo; micronutrientes; plantio direto; sistemas agrícolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
13-12-2007
Como Citar
OLIVEIRA, I.; KLUTHCOUSKI, J.; SANTOS, R. MANEJO DO SOLO E SUAS RELAÇÕES COM A ACIDEZ E A DISPONIBILIDADE DE MICRONUTRIENTES. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 29, n. 2, p. 19-25, 13 dez. 2007.
Seção
Artigo Científico