CONTROLE QUÍMICO DA MOSCA BRANCA Bemisia argentifolli SOBRE A BERINJELA

Autores

  • Júlio Cezar silveira Nunes UFG
  • Antônio Lopes da Silva UFG
  • Selby Pereira dos Santos UFG
  • Kássia Cristina de Caldas Rabelo UFG

Palavras-chave:

Insecta, inseticidas, Bemisia sp., berinjela

Resumo

Avaliou-se a eficiência de três dosagens do inseticida fisiológico HIT 98 e uma dose NNI-750D-SC, comparado ao Evolution e Actara, no controle da mosca branca Bemisia argentifolli sobre berinjela. O experimento foi conduzido no Departamento de Horticultura da Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás, no período de abril a julho de 1999. Foi utilizado um delineamento em blocos completamente ao acaso com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos aplicados foram os seguintes: 1) NNI-750D-SC na dosagem de 100 ml/ 100 litros de água; 2) HIT 98 nas dosagens de 10, 15 e 20 g/100 litros de água; 3) Evolution 970 PL na dosagem de 75 g/ 100 litros; 4) Actara na dosagem de 15 g/ l00 litros de água e 5) testemunha. Os resultados obtidos mostraram que, com exceção do Evolution, os outros tratamentos controlaram a citada praga até 17 dias após a aplicação, com eficiências que variaram de 85 a 96% de controle.

PALAVRAS-CHAVE: Insecta; inseticidas; Bemisia sp.; berinjela.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-12-2007

Como Citar

NUNES, J. C. silveira; SILVA, A. L. da; SANTOS, S. P. dos; RABELO, K. C. de C. CONTROLE QUÍMICO DA MOSCA BRANCA Bemisia argentifolli SOBRE A BERINJELA. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 29, n. 2, p. 5–7, 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2833. Acesso em: 1 ago. 2021.

Edição

Seção

Artigo Científico