ABUNDÂNCIA RELATIVA DAS ESPÉCIES DE CERAMBYCIDAE (INSECTA-COLEOPTERA) EM POMAR DE FRUTÍFERAS MISTO

Elisabeth Rose Pereira da Silva, Antônio Henrique Garcia

Resumo


Estudou-se a abundância relativa das espécies da família Cerambycidae (Insecta-Coleoptera) em um pomar de frutíferas misto composto por 28 diferentes espécies, no período de dezembro de 1997 a maio de 1999 em Ceres, Estado de Goiás, Brasil. Foram utilizadas armadilhas luminosas modelo “Luiz de Queiroz” com lâmpadas Bl-15 wats. Essas armadilhas foram ligadas por 12 horas em dois dias consectivos num total de 24 horas de coletas semanais. Coletaram-se 1.474 cerambicídeos, agrupados em 39 gêneros e 49 espécies. Acanthoderes jaspidea, Achryson surinamum, Chlorida festiva, Eurodacrys sexgutatta, Gnomibidion fulvipes, Lophopoeum timbouve, Megacyllene acuta, Rhopalophora collaris e Trichophorus distinctus foram as espécies classificadas como muito abundantes. Das espécies coletadas, 48,98 % foram classificadas como raras, 12,24 % como dispersas, 20,41 % como comuns e 18,37 % como muito abundantes. Dentre os 39 gêneros, Oreodera foi representado por três espécies (6,13 %), os gêneros Acanthoderes, Aerenica, Chrysoprasis, Colobothea, Eutrypanus, Megacylene, Myoxomorpha e Nyssodrysternum por duas espécies (4,08 %), e os demais gêneros por apenas uma espécie.

PALAVRAS-CHAVE: Levantamento; riqueza de espécies; ecologia; comportamento.


Palavras-chave


Levantamento; riqueza de espécies; ecologia; comportamento

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons

Pesquisa Agropecuária Tropical está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br/index.php/pat/about/submissions#onlineSubmissions.

Esta publicação é financiada pelo Programa de Apoio às Publicações Periódicas da UFG (PROAPUPEC)

Visitantes: contador de visitas
Logotipo do IBICT