OCORRÊNCIA E DANOS DE Compsocerus violaceus (White, 1853) (Coleoptera, Cerambycidae) EM POMAR DE CITROS

  • Antônio Henrique Garcia UFG
Palavras-chave: Insecta, Coleoptera, Compsocerus, praga

Resumo

Relatou-se no presente trabalho a ocorrência e os danos causados por Compsocerus violaceus (White, 1853) (Coleoptera, Cerambycidae) em pomar cítrico misto e sem tratos culturais, formado pelas tangerinas rio e cravo, laranjas baianinha e natal, tangor sabará e limão cravo, num total de 357 plantas. A ocorrência e os danos provocados pelas larvas foi verificado “in loco”, em cada uma das plantas do pomar, contando-se as plantas e os galhos atacados, o número de larvas por galho e o diâmetro destes. Foi observado também o ciclo biológico em condições de campo e o número de ovos por fêmea dissecada. A postura é feita em fendas no galho. A média de ovos obtidos de 11 fêmeas dissecadas foi de 83, máximo de 132 e mínimo de 63. O ciclo biológico de ovo/adulto foi de 10 meses. Após a eclosão as larvas constroem galeria na região subcortical, atacando galhos com diâmetro variando entre 2 a 6 cm. A maioria dessas galerias quase atinge um andamento em torno do galho, o que provocou o secamento ou a quebra de 41,3 % dos galhos, agravado pela ação dos ventos e o peso dos frutos. A tangerina cravo apresentou 35% de plantas atacadas, baianinha 27%, natal 24%, tangor sabará 20% e tangerina rio 13%. Não foi constatada a presença de larvas no limão cravo.

PALAVRAS-CHAVE: Insecta; Coleoptera; Compsocerus; praga.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
07-12-2007
Como Citar
GARCIA, A. H. OCORRÊNCIA E DANOS DE Compsocerus violaceus (White, 1853) (Coleoptera, Cerambycidae) EM POMAR DE CITROS. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 24, n. 1, p. 157-162, 7 dez. 2007.
Seção
Artigo Científico