Análise econômica da adubação nitrogenada em feijoeiro de inverno sob plantio direto

Autores

  • Michelle Traete Sabundjian Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteira, SP, Brasil.
  • Orivaldo Arf Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteira, SP, Brasil.
  • Maria Aparecida Anselmo Tarsitano Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteira, SP, Brasil.
  • Flávio Hiroshi Kaneko Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteira, SP, Brasil.
  • Daiene Camila Dias Chaves Corsini Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteira, SP, Brasil.

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris L., Azospirillum brasilense, Cerrado.

Resumo

Com a expansão e diversidade do sistema plantio direto, deve-se avaliar os benefícios econômicos gerados ao longo dos ciclos produtivos, com destaque para aqueles relacionados aos restos culturais da cultura antecessora e ao manejo da adubação nitrogenada da cultura sucessora. Este trabalho objetivou avaliar a viabilidade econômica de quatro doses de nitrogênio em cobertura, na produtividade de grãos de feijoeiro de inverno cultivado no sistema plantio direto, após diferentes culturas. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições, em esquema fatorial 8x4, com 32 tratamentos constituídos pela combinação de restos culturais (milho; milho - Azospirillum brasilense; Urochloa ruziziensis; Urochloa ruziziensis - Azospirillum brasilense; milho + U. ruziziensis; milho - A. brasilense + U. ruziziensis; milho + U. ruziziensis - A. brasilense; milho - A. brasilense + U. ruziziensis - A. brasilense) e doses de nitrogênio em cobertura (0 kg ha-1, 30 kg ha-1, 60 kg ha-1 e 90 kg ha-1). Concluiu-se que o maior acréscimo de produtividade de grãos do feijoeiro de inverno irrigado por aspersão foi obtido com a utilização de 90 kg ha-1 de nitrogênio em cobertura, em sucessão a Urochloa ruziziensis, sem a inoculação de Azospirillum brasilense. Recomenda-se, para obtenção da maior margem de ganho, a aplicação de 90 kg ha-1 de nitrogênio em cobertura, na cultura do feijoeiro em sucessão às outras culturas, exceto para Urochloa ruziziensis inoculada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-11-2014

Como Citar

SABUNDJIAN, M. T.; ARF, O.; TARSITANO, M. A. A.; KANEKO, F. H.; CORSINI, D. C. D. C. Análise econômica da adubação nitrogenada em feijoeiro de inverno sob plantio direto. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 44, n. 4, p. 349–356, 2014. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/26591. Acesso em: 19 jun. 2021.

Edição

Seção

Desenvolvimento Rural e Agronegócio