DISPONIBILIDADE DE ENXOFRE EM SOLOS BRASILEIROS: AVALIAÇÃO CONJUNTA DAS ANÁLISES DE SOLOS E PLANTAS EM FUNÇÃO DA PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA E ABSORÇÃO DE ENXOFRE PELO MILHO

Huberto José Kliemann, Eurípedes Malavolta

Resumo


Conduziu-se um experimento em casa de vegetação em amostras superficiais de 12 solos provenientes dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás (Brasil), com teores de carbono variando entre 0,5 e 3,03%, de enxofre total entre 0,0104 e 0,0319% e de argila entre 8 e 60%. Os solos foram submetidos a dois cultivos sucessivos com milho (Zea mays L.), com 3 doses de gesso (0, 20 e 40 ppm de S), previamente incubados na presença e ausência de calagem. Fizeram-se análises das amostras de solos antes e após o primeiro cultivo e da parte aérea das plantas dos dois cultivos. Com as análises de solos e plantas, por meio de regressão múltipla, encontraram-se relações estreitas nos seguintes casos: solos arenosos: produção de matéria seca com o teor de S total e da relação N/S na parte aérea do milho e do S-SO4= extraível por fosfato de cálcio; absorção de S pela planta com as mesmas variáveis e mais pH do solo; solos argilosos: produção de matéria seca com o S total e da razão N/S nas plantas e pH, Ca++, Mg++, H+ + Al+++ e carbono dos solos; absorção de enxofre com as razões N/S e P/S nas plantas, S-SO4= extraível por fosfato de cálcio, pH, Ca++, Mg++, H+ + Al+++ e carbono dos solos. Nos solos arenosos, a disponibilidade de enxofre é dependente apenas do enxofre extraível, não sendo afetada pela calagem; nos solos argilosos, é afetada pela calagem (pH e CTC) e teores de carbono. Independentemente da textura e do carbono dos solos, a produção de matéria seca e absorção de enxofre apresentam relação inversa com as razões N/S e P/S do tecido foliar do milho.

PALAVRAS-CHAVE: Enxofre; solo/planta; regressão múltipla; análise conjunta.


Palavras-chave


Enxofre; solo/planta; regressão múltipla; análise conjunta

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons

Pesquisa Agropecuária Tropical está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br/index.php/pat/about/submissions#onlineSubmissions.

Esta publicação é financiada pelo Programa de Apoio às Publicações Periódicas da UFG (PROAPUPEC)

Visitantes: contador de visitas
Logotipo do IBICT