Produção e qualidade de frutos de clones de videira ‘Concord’ sobre diferentes porta-enxertos

Autores

  • Rogério de Sá Borges Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Embrapa Produtos e Mercado, Londrina, PR, Brasil.
  • Sergio Ruffo Roberto Universidade Estadual de Londrina (UEL), Centro de Ciências Agrárias, Londrina, PR, Brasil.
  • Fabio Yamashita Universidade Estadual de Londrina (UEL), Centro de Ciências Agrárias, Londrina, PR, Brasil.
  • Adriane Marinho de Assis Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Faculdade de Agronomia, Pelotas, RS, Brasil.
  • Lilian Yukari Yamamotoi Universidade Estadual de Londrina (UEL), Centro de Ciências Agrárias, Londrina, PR, Brasil.

Palavras-chave:

Vitis labrusca L., suco de uva, seleção clonal.

Resumo

Dentre as tradicionais cultivares utilizadas na elaboração de suco de uva, a ‘Concord’ tem se destacado pelo bom aroma e sabor que confere ao suco. Este trabalho objetivou avaliar a produção e qualidade dos frutos de seis clones de videira ‘Concord’ (‘22’, ‘28’, ‘49’, ‘202’, ‘211’ e ‘225’), sobre três porta-enxertos (‘IAC 766’, ‘IAC 572’ e ‘420-A’). O experimento foi realizado em Rolândia (PR), em esquema fatorial 6x3 (clones x porta-enxertos), em delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições e parcelas subdivididas em duas safras (2009/2010 e 2010/2011). As plantas foram conduzidas em sistema de pérgula, no espaçamento de 4,0 m x 2,0 m. O clone ‘22’ sobre o ‘IAC 766’ destacou-se com médias superiores de produção, produtividade e número de cachos por planta, bem como menor acidez titulável (AT). O clone ‘211’ sobre o ‘IAC 572’ apresentou menor AT e médias superiores para número de cachos por planta, teor de sólidos solúveis (SS) e relação SS/AT. O porta-enxerto ‘420-A’ proporcionou aos clones de ‘Concord’ maiores teores de SS e maior relação SS/AT.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério de Sá Borges, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Embrapa Produtos e Mercado, Londrina, PR, Brasil.

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual de Londrina (1993), especialização em citricultura pela Universidade Politécnica de Valência (1997), mestrado em Agricultura Tropical e Subtropical pelo Instituto Agronômico de Campinas (2002) e Doutorado em Fitotecnia pela Universidade Estadual de Londrina. Atualmente trabalhando na Embrapa Produtos e Mercado nas áreas de produção de sementes e mudas, promoção, comercialização e licenciamento de cultivares desenvolvidas pelos programa de melhoramento vegetal da Embrapa.

Sergio Ruffo Roberto, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Centro de Ciências Agrárias, Londrina, PR, Brasil.

Possui Graduação em Agronomia (1990), Mestrado (1994) e Doutorado (1998) em Produção Vegetal pela Universidade Estadual Paulista, e Pós-Doutorado pelo U.S. Horticultural Research Laboratory - USDA, Estados Unidos (1999). Possui Especialização em Citricultura pela Universidade Estadual Paulista (1991), Especialização em Recursos Fitogenéticos pela Universidad Politecnica de Madrid, Espanha (1992) e Especialização em Viticultura e Enologia pela Universidad de Cádiz, Espanha (2006). Pesquisador de Produtividade em Pesquisa do CNPq desde 2002, é Professor Associado na Área de Fruticultura na Universidade Estadual de Londrina, atuando na área de Manejo e Tratos Culturais, Ecofisiologia, Propagação de Plantas Frutíferas e Viticultura e Enologia. Ministra a disciplina Fruticultura II no Curso de Graduação em Agronomia e Tecnologia da Produção de Frutas no Programa de Pós-Graduação em Agronomia. É membro do Comitê Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Agronomia da Universidade Estadual de Londrina e do Comitê de Assessoramento da Área de Ciências Agrárias da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná. É Editor Associado de 2 periódicos nacionais e Revisor de 20 periódicos nacionais e 4 internacionais. Orienta alunos de Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado, é sócio da Sociedade Brasileira de Fruticultura e da Associação Brasileira de Enologia, e atualmente atua como 2 Secretário da Sociedade Brasileira de Fruticultura.

Fabio Yamashita, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Centro de Ciências Agrárias, Londrina, PR, Brasil.

Docente da Universidade Estadual de Londrina e orientador junto ao Programa de Pós-Graduação em Ciência de Alimentos. Atualmente trabalha com desenvolvimento de material biodegradável a base de amido e suas aplicações

Adriane Marinho de Assis, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Faculdade de Agronomia, Pelotas, RS, Brasil.

Possui Graduação em Agronomia pela Universidade Estadual do Norte do Paraná- Faculdades Luiz Meneghel (1994), Mestrado (2004), Doutorado (2008) e Pós-doutorado (2008-2013) em Fitotecnia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL)-PR. Ministrou a disciplina Fruticultura I (2011 a 2013), no Curso de Graduação em Agronomia e Propagação de Plantas (2009 a 2013) e Tecnologia da Produção de Frutas (2011 a 2012), no Programa de Pós-Graduação em Agronomia da UEL. Atualmente, é Prof. Adjunto da Universidade Federal de Pelotas, na Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, atuando na área de Horticultura, com Manejo, Tratos Culturais e Propagação de Plantas. É orientadora de alunos de Iniciação Científica, Graduação, Mestrado e Doutorado. É sócia da Sociedade Brasileira de Fruticultura.

Lilian Yukari Yamamotoi, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Centro de Ciências Agrárias, Londrina, PR, Brasil.

Possui graduação em Agronomia (2007) e Mestrado em Agronomia (2011) pela Universidade Estadual de Londrina. Tem experiência na área de Fitotecnia, com ênfase em fruticultura, atuando principalmente nos seguintes temas: propagação de plantas frutíferas e viticultura. Doutoranda do curso de Pós-Graduação em Agronomia da Universidade Estadual de Londrina.

Downloads

Publicado

11-07-2014

Como Citar

BORGES, R. de S.; ROBERTO, S. R.; YAMASHITA, F.; ASSIS, A. M. de; YAMAMOTOI, L. Y. Produção e qualidade de frutos de clones de videira ‘Concord’ sobre diferentes porta-enxertos. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 198–204, 2014. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/26434. Acesso em: 17 abr. 2021.

Edição

Seção

Produção Vegetal