Crescimento e nutrição de mudas de clones de eucalipto inoculadas com fungos micorrízicos

  • Francisco de Sousa Lima Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano), Campus Valença, Valença, BA, Brasil.
  • Carla da Silva Sousa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano), Campus Valença, Valença, BA, Brasil.
Palavras-chave: Eucaliptus grandis, Eucaliptus urophylla, associação micorrízica.

Resumo

Uma das essências florestais mais plantadas no Brasil é o eucalipto, em razão de seu rápido crescimento e elevado rendimento econômico. Fungos micorrízicos arbusculares proporcionam melhoria nutricional e fitossanitária às mudas, além de maior resistência a fatores bióticos e abióticos. Este trabalho objetivou avaliar o efeito da inoculação com espécies de fungos micorrízicos arbusculares, no crescimento e nutrição de mudas de diferentes clones de eucalipto. Foi conduzido experimento em condições de casa-de-vegetação, em delineamento de blocos casualizados e esquema fatorial 5x5 (cinco espécies fúngicas e cinco clones de eucalipto), com cinco repetições. De modo geral, a simbiose micorrízica proporcionou incrementos significativos no crescimento e na nutrição das mudas de eucalipto, em comparação às mudas não inoculadas. A interação mais eficiente foi entre o clone 2361 e o fungo Entrophospora infrequens, na qual foram registrados aumentos de 107,3% e 120,6%, na produção de biomassa seca na parte aérea e nas raízes, e de 107,7%, 94,1% e 103,3%, respectivamente para o acúmulo de N, P e K, na parte aérea das mudas. Todas as espécies fúngicas apresentaram alto índice de compatibilidade absoluta com os clones de eucalipto. Os fungos Glomus manihots e E. infrequens apresentaram maior índice de compatibilidade funcional com os clones testados. O clone 5204 apresentou compatibilidade com 75% dos fungos avaliados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
24-04-2014
Como Citar
LIMA, F.; SOUSA, C. Crescimento e nutrição de mudas de clones de eucalipto inoculadas com fungos micorrízicos. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 2, n. 1, p. DOI: 10.1590/S1983-40632014000200006, 24 abr. 2014.
Seção
Engenharia Florestal