Cultivo integrado de cultivares de soja e braquiária

Autores

  • Henrique Debiasi Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Embrapa Soja, Londrina, PR, Brasil.
  • Alvadi Antonio Balbinot Junior Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Embrapa Soja, Londrina, PR, Brasil.
  • Julio Cezar Franchini Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Embrapa Soja, Londrina, PR, Brasil.
  • Sergio de Oliveira Procópio Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Embrapa Tabuleiros Costeiros, Aracajú, SE, Brasil.

Palavras-chave:

Glycine max, Urochloa ruziziensis, Urochloa brizantha, plantio direto, integração lavoura-pecuária.

Resumo

A integração lavoura-pecuária (ILP) tem demonstrado benefícios tanto para a produção de grãos, quanto para a pecuária. O cultivo de espécies forrageiras entre duas safras de soja é uma forma importante de ILP, no Brasil. Este trabalho objetivou avaliar a produtividade de cultivares de soja resistentes ao glifosato, cultivadas em integração com espécies gramíneas do gênero Urochloa, em diferentes formas de manejo do capim. Foram conduzidos seis experimentos, constituídos pela combinação de três cultivares de soja (BRS 295 RR, BRS 316 RR e BRS 294 RR) e duas espécies de gramíneas forrageiras (Urochloa ruziziensis e Urochloa brizantha). Foram avaliados quatro tratamentos (soja em cultivo solteiro; forrageira em cultivo solteiro; cultivo integrado de soja e uma espécie forrageira, com aplicação de glifosato, para reduzir o crescimento das gramíneas; e cultivo integrado de soja e uma espécie forrageira, sem supressão do crescimento), em delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. Em cada experimento, foi utilizada somente uma cultivar de soja e uma espécie forrageira. As gramíneas foram semeadas nas entrelinhas da soja, aos 27 dias após a semeadura (DAS), enquanto a aplicação de glifosato, no tratamento com supressão das forrageiras, foi realizada aos 84 DAS da soja ou 57 DAS das forrageiras. A produtividade das três cultivares não foi significativamente afetada pela interferência das gramíneas, e a produção de massa seca da parte aérea, para as gramíneas cultivadas em integração, foi alta, embora com valores inferiores aos obtidos sem a interferência imposta pela soja.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alvadi Antonio Balbinot Junior, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Embrapa Soja, Londrina, PR, Brasil.

Eng. Agr., Dr. em Produção Vegetal. Pesquisador da Embrapa Soja

Downloads

Publicado

29-04-2014

Como Citar

DEBIASI, H.; BALBINOT JUNIOR, A. A.; FRANCHINI, J. C.; PROCÓPIO, S. de O. Cultivo integrado de cultivares de soja e braquiária. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 119–126, 2014. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/24551. Acesso em: 18 maio. 2021.

Edição

Seção

Produção Vegetal