CÁLCULO AUTOMÁTICO DO FATOR TOPOGRÁFICO (LS) DA EUPS, NA BACIA DO RIO PARACATU

  • Valtercides Cavalcante da Silva

Resumo

Embora a equação universal de perda de solo (EUPS) seja amplamente utilizada na predição de perda de solo, é difícil obter certos fatores dessa equação em bacias hidrográficas, como é o caso do fator de comprimento de vertente (fator L). Diante disso, este trabalho objetivou determinar de maneira informatizada (automática), o fator topográfico (LS) da EUPS, utilizando para o cálculo do fator L o algoritmo de Desmet & Govers (1996), com o suporte de um Sistema de Informações Geográficas (SIG). Verificou-se a viabilidade do cálculo do fator de comprimento de vertente, na escala de 1:100.000, por meio da metodologia desses autores, que considera o fluxo acumulado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valtercides Cavalcante da Silva
Universidade Federal de Goiás, Caixa Postal. 131, CEP 74001-970, Goiânia, GO. E-mail: vcsilva@agro.ufg.br
Publicado
16-11-2007
Como Citar
SILVA, V. CÁLCULO AUTOMÁTICO DO FATOR TOPOGRÁFICO (LS) DA EUPS, NA BACIA DO RIO PARACATU. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 33, n. 1, p. 29-34, 16 nov. 2007.
Seção
Artigo Científico