NÍVEIS SÉRICOS DE PBI EM BOVINOS MESTIÇOS HOLANDÊS-ZEBU DO ESTADO DE GOIÁS

Eduardo Cavalheiro Jardim, Suzete Silveira Fichtner, Henrique Otávio da Silva Lopes

Resumo


Foram analisados 71 hemossoros de bovinos mestiços holandês-zebu, procedentes de cinco municípios da micro-região Mato-Grosso de Goiás. Os autores observaram que os valores obtidos para o gado mestiço holandês-zebu não diferem dos parâmetros fisiológicos estabelecidos pelos investigadores consultados, que trabalharam com gado de origem européia. As diferenças ocorridas poderão ser atribuídas a condições diversas, como por exemplo, as em que se desenvolveram o presente trabalho. Concluímos que, nas condições em que se realizou o presente trabalho, com animais em regime de campo, o gado mestiço holandês-zebu apresenta a importante característica de não aumentar a atividade de sua tireóide, em comparação com o gado de origem européia, apesar de habitar uma região onde as necessidades de dissipação do calor e de circulação sangüínea são mais intensas.


Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons

Pesquisa Agropecuária Tropical está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br/index.php/pat/about/submissions#onlineSubmissions.

Esta publicação é financiada pelo Programa de Apoio às Publicações Periódicas da UFG (PROAPUPEC)

Visitantes: contador de visitas
Logotipo do IBICT