Acúmulo de matéria seca e micronutrientes em mandioca consorciada com bananeira

  • Heider Rodrigo Ferreira Silva Universidade Federal de Viçosa (UFV), Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG, Brasil.
  • Vinicius Lopes Melo Universidade Federal de Viçosa (UFV), Departamento de Fitotecnia, Viçosa, MG, Brasil.
  • Dilermando Dourado Pacheco Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Januária, MG, Brasil.
  • Ygho Jackson Muniz de Assis Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Januária, MG, Brasil.
  • Hamilton dos Reis Sales Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Januária, MG, Brasil.
Palavras-chave: Manihot esculenta Crantz., Musa spp., balanço mineral.

Resumo

A mandioca é uma importante cultura consorte. Entretanto, existem poucas informações sobre o acúmulo e partição de matéria seca na planta, bem como a demanda de micronutrientes, quando utilizada como espécie intercalar com frutíferas. O estudo foi conduzido em Januária (MG), em 2010-2011, com o objetivo de avaliar o acúmulo de matéria seca e micronutrientes em mandioca consorciada com bananeira irrigada. Utilizou-se delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições, considerando-se, como tratamentos, 14 épocas de coleta, do plantio até a colheita. Em cada coleta, as plantas foram separadas em parte aérea (caules e folhas) e raízes, para determinação da matéria seca e teores de Cu, Fe, Mn e Zn. O acúmulo de matéria seca e micronutrientes seguiu padrão de crescimento sigmoidal. O acúmulo de matéria seca da parte aérea foi crescente até 200 dias após o plantio (DAP), estabilizando-se, posteriormente, até o fim do ciclo de cultivo. Nas raízes, o acúmulo de matéria seca foi contínuo até o fim do ciclo. A partir de 250 DAP, as raízes foram o principal órgão de acúmulo de matéria seca na planta. Para o acúmulo de micronutrientes nas plantas de mandioca, a ordem foi a seguinte: Fe > Zn > Mn > Cu. Concluiu-se que o cultivo de mandioca em consórcio com bananeira é viável, desde que haja adequada disponibilidade dos micronutrientes mais requeridos pelas plantas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
18-03-2014
Como Citar
SILVA, H. R. F.; MELO, V. L.; PACHECO, D. D.; ASSIS, Y. J. M. DE; SALES, H. DOS R. Acúmulo de matéria seca e micronutrientes em mandioca consorciada com bananeira. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 1, n. 1, p. 15-23, 18 mar. 2014.
Seção
Produção Vegetal