ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DA RAMULOSE (Colletotrichum gossypii South. var. cephalosporioides Costa) DO ALGODOEIRO (Gossypium hirsutum L.)

  • Yvo de Carvalho UFG
  • João de Deus Moraes EMGOPA
  • Fuad Calil UFG
  • Quimico Iamamoto Pacheco UFG

Resumo

Estudaram-se os efeitos da incidência precoce, mediana e tardia de ramulose sobre o peso e altura das plantas, número de capulhos, peso das sementes e da pluma de algodoeiro do cultivar IAC-l3.l em três épocas de semeadura (21/10/75, 21/11/75 e 23/12/75) no município de Itauçu (GO). O experimento foi instalado em região plana com latossolo vermelho. Foram utilizados blocos casualizados com seis repetições e plantas no final do ciclo vegetativo foram classificadas em quatro tipos: sadias, com ramulose precoce, com ramulose mediana ou com ramulose tardia. Concluiu-se que a forma precoce e também a mediana foram as que afetaram mais significativamente os parâmetros aferidos, e que cultivares tidos como de razoável comportamento em relação à ramulose, podem ser severamente afetados em anos agrícolas muito chuvosos como foi o de 1975/76.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
07-11-2007
Como Citar
CARVALHO, Y.; MORAES, J.; CALIL, F.; PACHECO, Q. ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DA RAMULOSE (Colletotrichum gossypii South. var. cephalosporioides Costa) DO ALGODOEIRO (Gossypium hirsutum L.). Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 8, n. 1, p. 38-47, 7 nov. 2007.
Seção
Artigo Científico