Expressividade e sedação na música de ópera: perspectivas matemáticas

Autores

  • Yang Chao Guangxi Arts University, Midwest University, China, yangchao529@yahoo.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v21.69083

Palavras-chave:

habilidades cognitivas, música expressiva, matemática, ópera, música sedativa

Resumo

O objetivo do estudo é considerar a influência de obras de ópera expressivas e sedativas nas habilidades matemáticas dos entrevistados. Os respondentes foram testados a fim de identificar as características acima. Foram obtidas duas amostras que contêm informações que indicam indiretamente uma mudança nas habilidades matemáticas dos entrevistados ao ouvir obras de ópera expressivas e sedativas. Existe uma correlação entre ouvir música e um aumento nas habilidades matemáticas dos entrevistados. As correlações entre ouvir música sedativa e expressiva e a habilidade matemática dos entrevistados são diferentes. A música sedativa tem um efeito calmante, enquanto a música expressiva anima os entrevistados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yang Chao, Guangxi Arts University, Midwest University, China, yangchao529@yahoo.com

Yang Chao is a Master of Arts, Vocal teacher, Associate Professor at School of Music Education, Department of Vocal Music, School of Music of Guangxi Arts University in Guangxi, China and Midwest University in Wentzville, USA. Yang’s research interests include opera music and its influence on the human cognitive and mental abilities etc.

 

Downloads

Publicado

10-10-2021 — Atualizado em 14-11-2021

Versões

Como Citar

Chao, Y. (2021). Expressividade e sedação na música de ópera: perspectivas matemáticas. Revista Música Hodie, 21. https://doi.org/10.5216/mh.v21.69083 (Original work published 10º de outubro de 2021)

Edição

Seção

Artigos