Estilos de música clássica e terapia com piano para pacientes com transtornos depressivos

Autores

  • Liang Du Qinghai University for Nationalities, Qinghai, Xining, Chengdong, China, liang.du086@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v21.66519

Palavras-chave:

Transtorno depressivo, Terapia musical, Música clássica, Metal preto

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar o efeito de uma musicoterapia clássica de piano no nível de depressão em pacientes com sintomas depressivos leves a moderados. O estudo foi conduzido em quatro grupos de pacientes aleatórios, que passaram por pesquisas do Inventário de Depressão de Beck mensalmente. Uma queda significativa de 1,5-2,0 vezes (p = 0,001) no escore médio de depressão foi encontrada em pacientes após exposição à musicoterapia clássica de piano. Ouvir música clássica é recomendado como meio de tratamento para transtornos depressivos leves e como terapia adicional para pacientes com depressão moderada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liang Du, Qinghai University for Nationalities, Qinghai, Xining, Chengdong, China, liang.du086@gmail.com

Liang Du holds a PhD and teaches at the College of Art, Qinghai University for.Nationalities in Qinghai, China.

Downloads

Publicado

2021-04-20 — Atualizado em 2021-11-14

Versões

Como Citar

DU, L. Estilos de música clássica e terapia com piano para pacientes com transtornos depressivos. Revista Música Hodie, Goiânia, v. 21, 2021. DOI: 10.5216/mh.v21.66519. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/musica/article/view/66519. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos