Dissociação entre forma e estrutura harmônica em obras de Claude Debussy e Igor Stravinsky

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/mh.v21.63737

Palavras-chave:

Claude Debussy, Igor Stravinsky, análise harmônica, Prelúdio X, Canope, A Sagração da Primavera

Resumo

Nesse artigo apresentamos análises do Prelúdio X, Livro II, intitulado Canope, de Claude Debussy e da Introdução à primeira parte do balé A Sagração da Primavera de Igor Stravinsky. Nosso trabalho enfoca o conteúdo harmônico destas peças que são interpretadas através de métodos tradicionais de análise harmônica tonal, como o detalhado por Walter Piston em seu livro Harmony, bem como sob a luz de técnicas de organização de alturas comuns aos compositores das vertentes estéticas estudadas, como as compiladas por Stefan Kostka e Matthew Santa. Nossos resultados mostram como essas obras, provenientes da produção de compositores de estéticas e gerações distintas, compartilham uma mesma caraterística: a dissociação entre a forma e a estrutura harmônica. Em ambos os casos, embora como resultantes de procedimentos distintos de organização harmônica, encontramos um plano organizacional subjacente inspirado no sistema tonal que subsidia a criação de uma harmonia sem traços perceptíveis de relações tonais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Monteiro, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil, monteiro.adc@gmail.com

Professor Adjunto em Composição e linguagem musical na Escola de Música e Artes Cênicas (EMAC) da Universidade Federal de Goiás (UFG). Doutor em Música pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Seus interesses abrangem as áreas de composição musical, música eletroacústica e computacional, análise musical do repertório do século XX e XXI, desenvolvimento sistemas musicais interativos, instalações multimídia, recuperação de Informação musical e musicologia sistemática.

Downloads

Publicado

12-03-2021

Como Citar

Monteiro, A. (2021). Dissociação entre forma e estrutura harmônica em obras de Claude Debussy e Igor Stravinsky. Revista Música Hodie, 21. https://doi.org/10.5216/mh.v21.63737

Edição

Seção

Artigos