A música eletroacústica na escola: delineando perspectivas sob a abordagem sociocultural da educação musical

  • Daiane Solange Stoeberl da Cunha UNESP
Palavras-chave: educação musical, Perspectiva Sociocultural, Música Eletroacústica, Educação Básica.

Resumo

Este artigo apresenta a perspectiva sociocultural da educação musical como importante instrumental para análise da música na cultura escolar. Tem como foco a discussão sobre aspectos desta abordagem teórica aplicados à temática do ensino de música eletroacústica na escola. Dentre os autores que fundamentam esta reflexão destacam-se: Geertz (1989), Tia DeNora (2000), Arroyo (2002, 2013), Green (1997, 2012), Small (2009), Stockfeld (1997), Elliott (1995), Jorgensen (1997), Allsup (2010). Propõe-se argumentos para compreender os desafios e as possibilidades do fazer docente diante de um repertório musical inovador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiane Solange Stoeberl da Cunha, UNESP
Doutoranda em Música pelo Instituto de Artes da Unesp/SP desde 2016 na área de Educação Musical, bolsista CNPq. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná (2006), na linha de Saberes e Cultura, com dissertação intitulada Educação Musical e Emancipação: A Formação do Educador Musical a partir de uma perspectiva crítica, graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (2003). Especialista em Música Eletroacústica com ênfase em Composição pela UNESPAR- FAP. Docente na Licenciatura em Arte na UNICENTRO desde 2008. Autora dos livros Música na escola? Reflexões e Possibilidades(2012); Música e Transformação: por um olhar diferenciado na História da Música (2014), organizadora dos livros Arte na Atualidade (2015) e Arte, Atualidade e Ensino (2013) e de capítulos de livros e artigos na área de Música, com ênfase em Educação Musical. Atua como pesquisadora, orientadora de Iniciação Científica e professora de especializações e programas de formação continuada de professores de educação básica, nos seguintes temas: ensino de música contemporânea, interdisciplinaridade, formação docente, práticas criativas na educação musical e novas tecnologias.

Referências

ALLSUP, Randall. Philosophical perspectives of music education. In H. F. Abeles & L. Custodero (Eds.), Critical issues in music education (pp. 39-60). New York: Oxford University Press, 2010.

ARANTES, Lucielle Farias. “Tem gente ali que estuda música para a vida!”: um estudo de caso sobre jovens que musicam no projeto social Orquestra Jovem de Uberlândia. 2011. 244 f. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituo de Artes, Universidade Federal de Uberlândia, 2011.

ARROYO, Margarete. Educação musical na contemporaneidade. Anais do II SEMINÁRIO NACIONAL DE PESQUISA EM MUSICA DA UFG, Goiânia, 2002. p. 18-29. CD Room.

ARROYO, Margarete. Pensando a educação musical imaginativamente: uma filosofia da educação musical por Estelle Ruth Jorgensen. Belo Horizonte: Per Musi n. 27 - PPG- Música UFMG, 2013 (Resenha).

CUNHA, Daiane Solange Stoeberl da Cunha; GOMES, Erica Dias. Música e transformação, Por um olhar diferenciado na história da música. Unicentro: Guarapuava, 2014.

CUNHA, Daiane; GALLO, Helen. Aspectos da música eletroacústica mista: tecnologia, transformação estética e interatividade. Revista Científica Fap. Vol. 10. n.01. jan-jun/2014b. p. 115-134.

BARROS, Eduardo Portanova. Maffesoli e a “investigação do sentido” – das identidades às identificações. UNISINOS. Volume 44. Número 3. Set/dez 2008.

BORGES, Alvaro. O compositor na sala de aula: sonoridades contemporâneas para educação musical. São Paulo, 2014, 121f. Tese (Doutorado em Música) Instituto de Artes, UNESP, São Paulo, 2014.

DENORA, Tia. Music in everyday life. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.

ELLIOTT , David. Music Matters: a new philosophy of music education. Oxford: Orford University Press, 1995.

FONTERRADA, Marisa Trench Oliveira. De Tramas e Fios: um ensaio sobre música e educação. 2 ed. São Paulo: UNESP; Rio de Janeiro: FUNARTE, 2008.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Guanabara/Koogan, 1989.

GREEN, Lucy. Pesquisa em sociologia da educação musical. Trad. Oscar Dourado. In: Revista da ABEM, Salvador, n.4, p. 25-35, 1997. Disponível em: < http://www.abemeducacaomusical.org.br/Masters/revista4/artigoII.pdf> Acesso em: 10 mai 2005.

GREEN, Lucy. Ensino da música popular em si, para si e para ‘outra” música: uma pesquisa atual em sala de aula. Revista da ABEM, V.20, N. 28, p. 61-80, 2012. Disponível em: http://www.abemeducacaomusical.com.br/revistas/revistaabem/index.php/revistaabem/article/view/104 > Acesso em: 12 fev.2014.

HENNION, Antoine. Pragmática do gosto. Desigualdade & Diversidade – Revista de Ciências Sociais da PUC-Rio, nº 8, p. 253-277, jan/jul, 2011.

JORGENSEN, Estelle R. In search of music education. Urbana: University of Illinois Press, 1997.

KOELLREUTTER, H-J. Terminologia de uma Nova Estética da Música. 2. ed.

Porto Alegre: Editora Movimento, 1990.

MAFFESOLI, Michel. Saturação. São Paulo: Iluminuras/Itau Cultura, 2010.

McCARTHY, Marie. Introduction. Social and Cultural contexts of music teaching and learning. In: COLWELL, R.; RICHARDSON, C. The new Handbook of research on music teaching and learning. Nova York: Oxford University Press, 2002. p. 563-565.

REIBEL, Guy. Jeux Musicaux. VOL 1 Jeux Vocaux, Paris: Salabert, 1984.

SCHAFER, R. Murray. Educação Sonora: 100 exercícios de escuta e criação de sons. Trad. de Marisa Fonterrada. 2 Ed. São Paulo: Melhoramento, 2009.

______. A afinação do mundo. Trad. de Marisa Fonterrada. 2ed. São Paulo: UNESP, 2011a.

______. O Ouvido Pensante. Trad. de Marisa Fonterrada. 2 ed. São Paulo: UNESP, 2011b.

SMALL, Christopher. El musicar: un ritual en el espacio social. Revista Transcultural de Música, Barcelona, n. 4, 1999. Disponível: www.sibetrans.com/trans/index.htm. Acesso em: 10 fev 2009.

STOCKFELD, Ola. Adequate modes of listening. In: SCHWARZ, David; KASSABIAN, Anahid; SIEGEL, Lawrence. Keeping score: music, disciplinarity, culture. Charloteesville, Vi.: University Press of Virginia, 1997. p. 129-146.

SWANWICK, Keith. 2011. Keith Swanwick fala sobre o ensino de música nas escolas. Disponível em: http://acervo.novaescola.org.br/arte/fundamentos/entrevista-keith-swanwick-sobre-ensino-musica-escolas-instrumento-musical-arte-apreciacao-composicao-529059.shtml Acesso em: 20 nov 2016.

DENORA, Tia. Music in everyday life. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.

VERTAMATTI, Leila. Rosa Gonçalvez. Ampliando o repertório do coro infanto-juvenil: um estudo de repertório inserido em uma nova estética. São Paulo: UNESP, 2008.

Publicado
02-03-2018
Como Citar
Stoeberl da Cunha, D. (2018). A música eletroacústica na escola: delineando perspectivas sob a abordagem sociocultural da educação musical. Revista Música Hodie, 17(1), 19 - 30. https://doi.org/10.5216/mh.v17i1.47031
Seção
Artigos