DOCÊNCIA E INCLUSÃO: O BRAILLE VIRTUAL COMO FERRAMENTA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Autores

  • Betânia Passos MEDRADO Universidade Federal da Paraíba
  • Rosycléa DANTAS Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.5216/lep.v22i1.54491

Resumo

Diante da inclusão de alunos com deficiência nas escolas regulares, uma formação docente na perspectiva da inclusão educacional (MEDRADO, 2014; TONELLI, 2015; CRISTOVÃO; RETORTA, 2017) se apresenta como necessidade urgente por parte de professores, os quais argumentam que ainda não estão preparados para trabalhar com esses alunos. No contexto dessa discussão, e tomando por base as noções de artefato/ferramenta das Ciências do Trabalho (CLOT, 2006; AMIGUES, 2004), assim como a perspectiva auto-heteroecoformadora (PINEAU, 1988; FREIRE e LEFFA, 2013), objetivamos discutir a relevância de uma ferramenta tecnológica – o Braille Virtual - como um caminho para a (re/co)construção das práticas pedagógicas em salas de aulas inclusivas. Para tanto, analisamos as vozes de professores que, ao serem apresentados ao Braille Virtual, avaliam como o acesso à ferramenta serviu para a criação de um espaço de acessibilidade formativa, possibilitando ressignificação do trabalho docente na perspectiva da inclusão de alunos com deficiência visual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Betânia Passos MEDRADO, Universidade Federal da Paraíba

Professora do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas e do PROLING, da Universidade Federal da Paraíba.

Rosycléa DANTAS, Universidade Federal da Paraíba

Professora do Instituto dos Cegos da Paraíba e da Universidade Federal da Paraíba.

Downloads

Publicado

16-08-2018

Como Citar

MEDRADO, B. P., & DANTAS, R. (2018). DOCÊNCIA E INCLUSÃO: O BRAILLE VIRTUAL COMO FERRAMENTA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Linguagem: Estudos E Pesquisas, 22(1). https://doi.org/10.5216/lep.v22i1.54491

Edição

Seção

Dossiê temático Estudos em Linguística Aplicada com foco na formação de professores: conexões e abrangências