OS DESCAMINHOS DO SILÊNCIO EM ALBERTO CAEIRO E MANOEL DE BARROS DOI: 10.5216/lep.v17i2.30496

  • Gianmarco CATACCHIO Universidade de Lisboa - Faculdade de Letras

Resumo

O presente artigo pretende proporcionar uma comparação entre as dições poéticas do heterónimo pessoano, Alberto Caeiro, e do poeta mato-grossense, Manoel de Barros, através da análise da sua abordagem para com o gesto de criação poética. A atenção investigativa deste ensaio concentrar-se-á sobre a linguagem, qual veículo expressivo da poesia, e o seu avesso, o silêncio, entendido como pré-linguagem das coisas, no anseio de união amorosa com a natureza através da palavra poética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gianmarco CATACCHIO, Universidade de Lisboa - Faculdade de Letras

Aluno do Curso de Pós-Graduação Universidade de Lisboa – Faculdade de Letras. Programa em Estudos Comparatistas.

Publicado
16-06-2014
Como Citar
CATACCHIO, G. (2014). OS DESCAMINHOS DO SILÊNCIO EM ALBERTO CAEIRO E MANOEL DE BARROS DOI: 10.5216/lep.v17i2.30496. Linguagem: Estudos E Pesquisas, 17(2). https://doi.org/10.5216/lep.v17i2.30496
Seção
Artigos de temática livre