AVALIAÇÃO PARASITOLÓGICA DE ALFACES (Lactuca sativa) COMERCIALIZADAS EM UM MUNICÍPIO DA FRONTEIRA OESTE, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL

Autores

  • Márcia Rósula Poetini Silva Graduanda em Nutrição pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Itaqui, RS, Brazil.
  • Franciane Cabral Pinheiro Laboratório de biologia, UNIPAMPA, Itaqui, RS, Brasil.
  • Mariane Trindade de Paula Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Bioquímica, UNIPAMPA.
  • Marina Prigol Laboratório de biologia, UNIPAMPA, Itaqui, RS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v44i2.36646

Palavras-chave:

Parasitos, Lactuca sativa, hortaliças, contaminação.

Resumo

O consumo da alface (Lactuca sativa) pode ser um importante meio de transmissão de váriasdoenças parasitárias. Assim, o controle parasitológico constitui um grande desafio quando se verificaa inclusão cada vez mais frequente de hortaliças na dieta da população mundial. O objetivo destetrabalho foi avaliar a contaminação por parasitos de interesse em saúde pública em alfaces (L. sativa)comercializadas no município de Itaqui, RS. No processo de amostragem, foram selecionadossupermercados e produtores locais da cidade de Itaqui. Foram investigadas 60 amostras de alface (Lsativa) da variedade crespa, sendo 30 de produtores locais e 30 dos mercados locais, todas adquiridasaleatoriamente. As amostras de alface foram acondicionadas em sacos de polietileno limpos eidentificados. As folhas foram separadas uma a uma e lavadas em recipientes de vidro esterilizadoscom 250 mL de água destilada. A água resultante do processo de lavagem foi analisada utilizando-setrês técnicas parasitológicas: exame direto, sedimentação espontânea (Lutz) e centrífugo-flutuaçãoem sulfato de zinco a 33% (Faust). Para a caracterização morfológica dos parasitos, utilizou-semicroscópio óptico. Das 60 amostras analisadas, 29 (48,3%) apresentaram algum tipo de parasito,das quais 19 (63,3%) eram procedentes de produtores locais e 10 (36,7 %), dos mercados locais.Foram encontrados ovos de Ascaris sp (5%) e cistos de Giardia lamblia (38%) e Entamoeba sp(13%). A verificação da presença de parasitos, sobretudo helmintos e protozoários, especialmenteem hortaliças, é de grande interesse para a saúde pública, visto que fornece subsídios para o serviçode vigilância sanitária sobre o estado higiênico desses produtos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-07-2015

Como Citar

Silva, M. R. P., Pinheiro, F. C., de Paula, M. T., & Prigol, M. (2015). AVALIAÇÃO PARASITOLÓGICA DE ALFACES (Lactuca sativa) COMERCIALIZADAS EM UM MUNICÍPIO DA FRONTEIRA OESTE, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL. Revista De Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, 44(2), 163–169. https://doi.org/10.5216/rpt.v44i2.36646

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES