SOROPREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS À INFECÇÃO POR Toxoplasma gondii EM HUMANOS E SUA RELAÇÃO COM O CONVÍVIO COM GATOS (Felis catus) DE ESTIMAÇÃO NO SUL DO RIO GRANDE DO SUL

Autores

  • Luciana Siqueira Silveira dos Santos Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Instituto de Biologia, Universidade Federal de Pelotas, Brazil.
  • Aline Machado Carvalho Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Instituto de Biologia, Universidade Federal de Pelotas, Brazil.
  • Cíntia Lidiane Guidotti Aguiar Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Instituto de Biologia, Universidade Federal de Pelotas, Brazil.
  • Beatris González Cademartori Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Instituto de Biologia, Universidade Federal de Pelotas, Brazil.
  • Nara Amélia da Rosa Farias Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Instituto de Biologia, Universidade Federal de Pelotas, Brazil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v44i2.36640

Palavras-chave:

Toxoplasmose, fatores de risco, felídeos, epidemiologia.

Resumo

Toxoplasma gondii é o agente da toxoplasmose, uma protozoonose de importância em saúde públicae que pode causar graves consequências nas espécies infectadas. Os felídeos são hospedeirosdefinitivos do protozoário que, ao se infectarem, eliminam oocistos que esporulam no ambiente e podem tornar-se fonte de infecção para humanos. Existem controvérsias nos resultados encontradospor diferentes autores em estudos sobre o convívio com gatos de estimação como fator de risco paraa infecção humana. Neste estudo, em amostras de soro de 108 pessoas que têm/tiveram gatos e de110 pessoas que não gostam e nunca tiveram gatos foram analisados anticorpos IgG para T. gondiipor meio do teste de Imunofluorescência Indireta (IFI). Um questionário epidemiológico tambémfoi aplicado. Os resultados indicam soroprevalência de 39,8% para as 108 pessoas que convivemcom gatos e 26,4% para as 110 pessoas que nunca tiveram esses animais. Na análise dos fatores derisco, foi constatada associação significativa entre a soropositividade e as variáveis: idade superiora 31 anos (p = 0,0000), convívio com gatos (p = 0,0143) e manuseio de carne crua (p = 0,0290).Conclui-se que, mesmo em uma população com escolaridade elevada, conviver com gatos podeaumentar duas vezes a chance de infecção humana por T. gondii, desde que esses animais não sejammantidos no interior do domicílio e haja condições higiênico-sanitárias adequadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-07-2015

Como Citar

dos Santos, L. S. S., Carvalho, A. M., Aguiar, C. L. G., Cademartori, B. G., & Farias, N. A. da R. (2015). SOROPREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS À INFECÇÃO POR Toxoplasma gondii EM HUMANOS E SUA RELAÇÃO COM O CONVÍVIO COM GATOS (Felis catus) DE ESTIMAÇÃO NO SUL DO RIO GRANDE DO SUL. Revista De Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, 44(2), 135–145. https://doi.org/10.5216/rpt.v44i2.36640

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES