Editorial

Autores

  • Conselho Editorial

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v40i1.32103

Resumo

Este periódico estará completando 40 anos de existência, com circulação ininterrupta, o que pode ser considerado um sucesso para a vida média dos periódicos na América Latina. Esta continuidade se deve a vários fatores, além do empenho neste espaço de tempo dos seus três editores. Entre outros, devemos mencionar o apoio da Instituição (UFG) e posteriormente das entidades públicas de fomento, em particular do CNPq e da CAPES. Ultimamente, a condição deste periódico também como órgão oficial da Sociedade Brasileira de Parasitologia (SBP), desde 2003, tem contribuído consideravelmente para aumentar a sua visibilidade. Parcerias com a Organização Pan-Americana da Saúde têm permitido a circulação de suplementos temáticos, em particular a série de informes anuais sobre resistência aos antibióticos nas Américas. A periodicidade trimestral, a partir de 2008, tem sido mantida regularmente, com circulação no mês seguinte ao período respectivo. Nossa tiragem tem sido progressivamente menor, para redução de custos, seguindo tendência internacional nesta era da informática, em que a maioria dos acessos são pela internet.

A inclusão de todos os artigos publicados nos últimos cinco anos em três home-pages, a do Instituto (www.iptsp.ufg.br), a da Universidade (www.revistas. ufg.br) e a da SBP (www.parasitologia.org.br) tem permitido amplo acesso ao material publicado, de forma gratuita, com acessos que têm aumentado em forma exponencial.

Também estaremos incluindo, em breve, o identificador de artigos doi que permite rápida recuperação do mesmo, antes da publicação formal impressa. Informamos que todo o material já publicado será disponibilizado paulatinamente on line.

Finalmente, vimos informar que em reunião recente do corpo editorial, objetivando modernizar a qualidade da informação veiculada por este periódico, foram reformulados alguns procedimentos, visando a aumentar a força de trabalho: dentre eles a inclusão da figura do co-editor e dos editores eméritos e a modificação do corpo editorial. Um dos desafios será ampliar as bases de indexação e, como conseqüência, aumentar o fator de impacto, mantendo a qualidade e a diversidade na modalidade de artigos, de tal forma que a Revista de Patologia Tropical possa servir ao publico diverso que a ela tem acesso.

Agradecendo a todos os que contribuíram para o aumento da credibilidade deste periódico, em particular aos autores, consultores e leitores, esperamos que todas estas modificações sejam do agrado do nosso objetivo final: o leitor.

 

 

Goiânia, março de 2011.

 

Conselho Editorial, Revista de Patologia Tropical

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-02-07

Como Citar

EDITORIAL, C. Editorial. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 40, n. 1, 2011. DOI: 10.5216/rpt.v40i1.32103. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/iptsp/article/view/32103. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

EDITORIAL