ESTUDO DA CONTAMINAÇÃO DE MOEDAS E CÉDULAS DE DINHEIRO CIRCULANTES NA CIDADE DE NITERÓI- RJ

Autores

  • Adriana Pittella Sudré
  • Bárbara Oliveira de Pereira Franco
  • Bruna Zaniboni
  • Daniel de Souza Gonçalves
  • Fernanda Leboso Alemparte A. dos Santos
  • Letícia Guedes Branco
  • Raísa Schau Guerra
  • Ronaldo Carvalho Neiva
  • Beatriz Brener

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v41i4.21709

Palavras-chave:

Parasitos, Dinheiro, Contaminação.

Resumo

Estudos epidemiológicos demonstram elevada prevalência de parasitos intestinais no Brasil.Objetos inanimados, especialmente aqueles com grande circulação, são importantes veiculadores deformas de transmissão de parasitos capazes de resistir no meio ambiente. Portanto, o objetivo desteestudo foi verificar a frequência de contaminação parasitária em moedas e cédulas coletadas emestabelecimentos comerciais de grande circulação monetária na cidade de Niterói-RJ. A coleta e oprocessamento das amostras foram realizados segundo Levai et al. (1986), com pequenas alterações.Um total de 89 amostras (60 cédulas e 29 grupos de moedas) foi coletado em estabelecimentoscomerciais de diferentes bairros de Niterói-RJ. Cédulas de R$2,00 e R$5,00 foram coletadas earmazenadas separadamente em sacolas plásticas até seu processamento. As moedas de R$0,50,R$0,10 e R$1,00 foram coletadas de cada estabelecimento, armazenadas e processadas em conjunto.Foram analisadas cinco lâminas de cada amostra por microscopia óptica. Das 60 cédulas analisadas,4 (6,7%) foram positivas para larvas de nematóides e 4 (6,7%) para artrópodes. As larvas observadasnestas amostras estavam parcialmente alteradas, não permitindo uma melhor identificação. Umanota de R$5,00 estava contaminada por artrópode e por ovo de nematelminto, o qual continha umalarva parcialmente alterada em seu interior. Todas as moedas analisadas foram negativas. Entreas amostras contaminadas, 62,5% foram coletadas em estabelecimentos que comercializavamalimentos. A presença de larvas de nematoides, artrópodes e de um ovo de nematelminto larvadoindica que as cédulas e moedas, devido a sua circulação rápida e indiscriminada, podem serpotenciais carreadores de estruturas parasitárias capazes de infectar seres humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Sudré, A. P., Franco, B. O. de P., Zaniboni, B., Gonçalves, D. de S., Santos, F. L. A. A. dos, Branco, L. G., Guerra, R. S., Neiva, R. C., & Brener, B. (2012). ESTUDO DA CONTAMINAÇÃO DE MOEDAS E CÉDULAS DE DINHEIRO CIRCULANTES NA CIDADE DE NITERÓI- RJ. Revista De Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, 41(4). https://doi.org/10.5216/rpt.v41i4.21709

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES