Investigação em material de autópsias sobre a hipótese de associação entre obesidade e neurocisticercose

Autores

  • Ana Carolina Guimarães Faleiros UFG
  • Juliana Reis Machado
  • Marcos Vinicius da Silva
  • Marlene Antônia dos Reis
  • Vicente de Paula Antunes Teixeira
  • Ruy de Souza Lino Junior

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v40i1.13920

Palavras-chave:

Neurocisticercose, Obesidade, Hipotálamo.

Resumo

Introdução: A Neurocisticercose (NCC) é uma infecção no sistema nervoso central que pode ser associada à obesidade quando o cisticerco afeta os centros hipotalâmicos relacionados ao controle da fome e da saciedade. Objetivo: Comparar o Índice de Massa Corporal (IMC) dos pacientes autopsiados com NCC (exceto hipotalâmica) com um grupo sem cisticercose. Métodos: Foram revistos 2.629 protocolos de autópsias realizadas no período de 1970 a 2004, avaliando-se as seguintes variáveis: índice de massa corporal, diagnóstico e localização da NCC. Resultados: A ocorrência de NCC foi de 2,7% e a mediana do IMC do grupo com NCC (19,06 kg/m2) foi significativamente menor (p=0,001) que a do grupo sem cisticercose (20,76 kg/m2). Conclusão: A NCC, por si só, não está relacionada à obesidade, exceto quando o cisticerco apresenta localização hipotalâmica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-04-14

Como Citar

FALEIROS, A. C. G.; MACHADO, J. R.; SILVA, M. V. da; REIS, M. A. dos; TEIXEIRA, V. de P. A.; LINO JUNIOR, R. de S. Investigação em material de autópsias sobre a hipótese de associação entre obesidade e neurocisticercose. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 40, n. 1, p. 89–91, 2011. DOI: 10.5216/rpt.v40i1.13920. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/iptsp/article/view/13920. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

NOTA / SHORT COMMUNICATION