Alerta sobre o risco de disseminação da esquisto ssomose para o Estado de Goiás, Brasil

Autores

  • Sônia F.O. Santos UFG
  • Hugo D. Silva
  • Leonardo R.C. García-Zapata
  • Denis FD Santos
  • Rafael Alfaia
  • Carlos E Anunciação
  • Marco T.A. García-Zapata

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpt.v40i1.13919

Palavras-chave:

Biomphalaria, Brasil, Goiás, Schistosoma mansoni.

Resumo

A esquistossomose mansônica é uma doença infecciosa parasitária, causada por um trematódeo (Schistosoma mansoni) que vive na corrente sanguínea do hospedeiro definitivo, cuja evolução clínica pode variar desde formas assintomáticas até as extremamente graves. O presente relato teve como objetivo fazer o registro de um caso de esquistossomose em um indivíduo aparentemente sadio que, por razões de seu trabalho, circula continuamente por áreas endêmicas e por diversos municípios do estado de Goiás, região não endêmica, comprovando, assim, o papel das migrações na disseminação desta parasitose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-04-14

Como Citar

SANTOS, S. F.; SILVA, H. D.; GARCÍA-ZAPATA, L. R.; SANTOS, D. F.; ALFAIA, R.; ANUNCIAÇÃO, C. E.; GARCÍA-ZAPATA, M. T. Alerta sobre o risco de disseminação da esquisto ssomose para o Estado de Goiás, Brasil. Revista de Patologia Tropical / Journal of Tropical Pathology, Goiânia, v. 40, n. 1, p. 85–88, 2011. DOI: 10.5216/rpt.v40i1.13919. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/iptsp/article/view/13919. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

NOTA / SHORT COMMUNICATION