JANELAS DA QUARENTENA: EXPERIÊNCIAS LATINO-AMERICANA DE FORMAÇÃO ENTRE DOCENTES DO BRASIL E PERU

Autores

  • Mairce da Silva Araújo Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, mairce@hotmail.com https://orcid.org/0000-0003-1434-7796
  • Danusa Tederiche Borges de Faria Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, danusa.tederiche@hotmail.com https://orcid.org/0000-0001-7317-8393
  • Jane Marchon Cordeiro Celestino Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, janemarchoncc@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-3209-5847
  • Roberta Dias de Sousa Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, betadias3112@gmail.com https://orcid.org/0000-0003-1137-8351

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46i1.65120

Resumo

O presente artigo tem como objetivo problematizar os impactos do contexto pandêmico, em curso, sobre as políticas e práticas educacionais, a partir das narrativas de coletivos docentes de dois países articulados por um projeto de pesquisa que tem como aporte teórico-metodológico os referenciais da investigação-formação. Colocando-se no campo da investigação narrativa, a pesquisa busca a construção de um conhecimento com os/as docentes, que se configure tanto como um processo de investigação quanto um processo de formação. O diálogo com as narrativas docentes, à luz das reflexões teóricas, em especial na interlocução com Freire, apontou, para nós, a urgência de se pensar a escola na perspectiva da humanização, além de trazer contribuições para pensarmos a formação de professores/as que se potencializa nos coletivos docentes e nos processos entre pares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mairce da Silva Araújo, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, mairce@hotmail.com

É mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora associada da Faculdade de Formação de Professores (FFP), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Procientista. Professora permanente do Programa de Pós-graduação em Educação: processos formativos e desigualdades sociais. Vice-líder do grupo de pesquisa Vozes da Educação: memórias, histórias e formação docente; coordenadora do grupo de pesquisa Alfabetização, Memória, Formação de professores e Relações Etnicorraciais (Almefre).

Danusa Tederiche Borges de Faria, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, danusa.tederiche@hotmail.com

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-graduação Processos Formativos e Desigualdades Sociais - PPGEDU/ UERJ.

Jane Marchon Cordeiro Celestino, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, janemarchoncc@gmail.com

Mestranda em Educação pelo programa de Pós-graduação da Faculdade de Formação de Professores - FFP/ Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ – Processos Formativos e Desigualdades Sociais, membro do Grupo de Pesquisa Alfabetização, Memória, Formação Docente e Relações Etnicorraciais – ALMEFRE - Pesquisa a formação de professores e suas práticas emergidas nos/dos/com cotidianos a partir das narrativas destes sobre vidaformação.

Roberta Dias de Sousa, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, betadias3112@gmail.com

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-graduação Processos Formativos e Desigualdades Sociais - PPGEDU/ UERJ. Interesses de pesquisa: formação docente, relações Etnicorraciais, investigação-formação, narrativas de professores, América Latina, formação docente.

Downloads

Publicado

17-04-2021

Como Citar

Araújo, M. da S., Faria, D. T. B. de ., Celestino, J. M. C. ., & Sousa, R. D. de. (2021). JANELAS DA QUARENTENA: EXPERIÊNCIAS LATINO-AMERICANA DE FORMAÇÃO ENTRE DOCENTES DO BRASIL E PERU. Revista Inter Ação, 46(1), 276–293. https://doi.org/10.5216/ia.v46i1.65120

Edição

Seção

Artigos