O IMPACTO SUBJETIVO DA PRESSÃO PSICOLÓGICA INSTITUCIONAL NO COTIDIANO DE PROFESSORAS-MÃES DURANTE O ISOLAMENTO SOCIAL

Autores

  • Marcone Felix Costa Universidade de Pernambuco (UPE), Garanhuns, Pernambuco, Brasil, marconefelixcosta@yahoo.com.br https://orcid.org/0000-0002-2194-6319
  • Pedro Henrique de Melo Teixeira Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife, Pernambuco, Brasil, professorpteixeira@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-9316-3137

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v46i1.65008

Resumo

O convívio social foi um dos fatores fortemente afetados durante a
pandemia do vírus SARS-Cov-2 (Covid-19), o qual gera grande preocupação nos
impactos sentidos. Este estudo faz parte de uma pesquisa transversal, efetuada
com professoras-mães, entre 65 a 70 dias do início de isolamento social, em
Pernambuco. Foi conduzida por questionário enviado por link e realizada com 30
profissionais de instituições públicas e privadas. O objetivo desta pesquisa é
compreender o universo dessas mães enquanto profissionais, sua relação com a
verticalidade institucional e seu impacto no cotidiano de isolamento. Os resultados
obtidos mostram consequências psicológicas significativas ocasionadas pela
pressão sofrida como cansaço, estresse, baixo autoestima, uso de fortes
medicações, além da anulação da vida familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcone Felix Costa, Universidade de Pernambuco (UPE), Garanhuns, Pernambuco, Brasil, marconefelixcosta@yahoo.com.br

Doutorando em Psicologia Social pela UFPB. Mestre em Psicologia, Práticas e Inovações em Saúde Mental. Especialista em Saúde Pública. Pesquisador CNPq e membro do Grupo Internacional de Pesquisas em Políticas, Práticas e Gestão da Educação pela Universidade de Pernambuco - UPE.

Pedro Henrique de Melo Teixeira, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife, Pernambuco, Brasil, professorpteixeira@gmail.com

Doutorando em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Professor no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Alagoas – IFAL.

Downloads

Publicado

17-04-2021

Como Citar

Costa, M. F. ., & Teixeira, P. H. de M. . (2021). O IMPACTO SUBJETIVO DA PRESSÃO PSICOLÓGICA INSTITUCIONAL NO COTIDIANO DE PROFESSORAS-MÃES DURANTE O ISOLAMENTO SOCIAL . Revista Inter Ação, 46(1), 47–62. https://doi.org/10.5216/ia.v46i1.65008

Edição

Seção

Artigos