FINANCIAMENTO DA EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO INFANTIL EM CONDIÇÕES DE QUALIDADE: UM ESTUDO DOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA A PARTIR DO SIMCAQ

Autores

  • Thiago Alves Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, thiagoalves.edu@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-5746-3386
  • Adriana Aparecida Dragone Silveira Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil, adrianadragone@yahoo.com.br https://orcid.org/0000-0001-6022-627X
  • Dhaiene de Jesus dos Reis Bruno Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil, dhaienebruno@gmail.com https://orcid.org/0000-0001-9869-1652

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v45i2.62186

Resumo

Este artigo tem como objetivo realizar uma projeção do financiamento necessário para a ampliação da Educação Infantil em condições de qualidade, atendendo as metas de expansão do PNE, em municípios com diferentes contextos. Para este exercício, utilizou-se como referência 12 municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Para a análise do orçamento necessário foi utilizado o Simulador de Custo-Aluno Qualidade (SimCAQ), possibilitando a comparação entre a receita vinculada para a educação e o efeito da expansão de matrículas e da adequação das condições de oferta no financiamento. Os resultados revelam a desigual capacidade financeira das redes municipais de cidades tão próximas e a necessidade de aperfeiçoamento das políticas de financiamento para que o direito à educação das crianças não seja diferenciado pela capacidade de financiamento dos entes federativos. 

Palavras-chave: Educação em condições de qualidade; Educação Infantil; Financiamento da Educação Básica; Planejamento educacional

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Alves, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, thiagoalves.edu@gmail.com

É doutor em Administração pela FEA/USP –(2012), mestre em Administração pela FEA-RP/USP (2007) e especialista em Finanças e Controladoria pela FEA/USP (2003). Atualmente é professor na Universidade Federal de Goiás lotado na Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas. Atua no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UFPR e no Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGADM) da UFG. É co-fundador e coordenador do "Laboratório de Dados Educacionais" ecoordenador do projeto Simulador de Custo-Aluno Qualidade (SimCAQ).

Adriana Aparecida Dragone Silveira, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil, adrianadragone@yahoo.com.br

Possui graduação em Pedagogia com habilitação em Administração Escolar pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000), mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (2006) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2010), estágio pós-doutoral (2019) em Teachers College, Columbia University. Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Paraná, diretoria - secretária da Associação Nacional de Pesquisadores em Financiamento da Educação e diretora de projetos especiais da Associação Nacional de Política e Administração da Educação - Sede. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: direito à educação, judicialização da educação, políticas de educação infantil e financiamento educacional.

Dhaiene de Jesus dos Reis Bruno, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Paraná, Brasil, dhaienebruno@gmail.com

Mestranda em Educação na Linha de Políticas Educacionais pela Universidade Federal do Paraná. Especialista em Políticas Educcionais pela Universidade Federal do Paraná (2014). Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Paraná (2006). Atualmente é pedagoga e professora da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Downloads

Publicado

06-12-2020

Como Citar

Alves, T., Silveira, A. A. D., & Bruno, D. de J. dos R. (2020). FINANCIAMENTO DA EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO INFANTIL EM CONDIÇÕES DE QUALIDADE: UM ESTUDO DOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA A PARTIR DO SIMCAQ. Revista Inter Ação, 45(2), 493–514. https://doi.org/10.5216/ia.v45i2.62186