ESTÁGIO SUPERVISIONADO E OS DESAFIOS DA RELAÇÃO ENTRE TEORIA E PRÁTICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v44i3.56951

Resumo

As concepções formativas que subsidiam teoricamente o Estágio Supervisionado Curricular Obrigatório das licenciaturas de Educação Física têm constituído um polêmico campo de debate, sobretudo quando remetem à discussão da relação entre teoria e prática. Tendo como base a Teoria Crítica da Escola de Frankfurt, este artigo analisa o modo como a relação entre teoria e prática é discutida nas produções científicas da pós-graduação stricto sensu que tematizam o estágio. A crítica imanente e os princípios da dialética negativa de Theodor Adorno embasaram a análise dos dados e possibilitaram a compreensão das contradições existentes nas propostas conciliadoras entre teoria e prática, que prometem resolver os problemas da formação de professores e da parceria entre universidade e escola, sob o invólucro da criticidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lílian Brandão Bandeira, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS - ESEFFEGO.

Professora da área de Didáticas, Práticas e Estágio Supervisionado da Escola Superior de Educação Física e Fisioterapia de Goiás (ESEFFEGO), câmpus da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Possui Licenciatura em Educação Física, Especialização em Metodologia do Ensino Fundamental, Mestrado e Doutorado em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás (UFG). Tem experiência docente na Educação Básica, no Ensino Superior e com a coordenação de programas nacionais de formação de professores. Atualmente é Coordenadora Institucional do Programa de Residência Pedagógica da UEG.

Sílvia Rosa da Silva Zanolla, Faculdade de Educação da UFG

Possui graduação em Psicologia e Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/GO), Mestrado em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP); Doutorado e Pós-Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (USP). É professora Titular da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás (FE/UFG), atuando na graduação em Psicologia e na pós-graduação em Educação, com experiência em pesquisas com ênfase em psicologia social e educacional a partir da abordagem teórico crítica da Escola de Frankfurt.

Sandra Valéria Limonta Rosa, Faculdade de Educação da UFG

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Goiás (UFG); mestre em Educação pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP/Marília) e licenciada em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Professora associada da Universidade Federal de Goiás na Faculdade de Educação, no curso de Pedagogia (área de Fundamentos e Metodologia do Ensino de Ciências Naturais na Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental) e no Programa de Pós-Graduação em Educação (Linha de Pesquisa Formação, Profissionalização Docente e Trabalho Educativo).

Downloads

Publicado

01-01-2020

Como Citar

Bandeira, L. B., da Silva Zanolla, S. R., & Limonta Rosa, S. V. (2020). ESTÁGIO SUPERVISIONADO E OS DESAFIOS DA RELAÇÃO ENTRE TEORIA E PRÁTICA. Revista Inter Ação, 44(3), 667–683. https://doi.org/10.5216/ia.v44i3.56951