A ESCOLA COMO TEMPO/ESPAÇO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÃO DAS DESIGUALDADES: A RELAÇÃO COM OS TERRITÓRIOS

  • Dulcinéa Campos
  • Itamar Mendes da Silva Mendes Silva
  • Carolina Falco Fernandes Valpassos
Palavras-chave: Território. Pobreza. Educação emancipatória. Escola.

Resumo

Este artigo especifica as análises e discussões desenvolvidas sobre a temática escola: espaços e tempos de reprodução e resistências da pobreza, com foco na relação da escola com o seu território, realizadas com o objetivo de identificar como a escola se relaciona com os seus territórios empobrecidos e analisar as implicações dessa relação para a produção de resistência e da superação da pobreza. Adotou uma pesquisa qualitativa baseado no método dialético.  Evidenciou que as escolas não desenvolvem uma relação efetiva com os seus territórios no sentido de reconhecê-los como espaços importantes de aprendizagem e de produção de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dulcinéa Campos

Dulcinéa Campos: Professora Drª do Centro de Educação  na Graduação e Pós-Graduação em Educação, da linha de pesquisa Práticas Educativas, Diversidade e Inclusão Escolar, da Universidade Federal do Espírito Santo. E-mail: dulcampos@gmail.com

Itamar Mendes da Silva Mendes Silva
Itamar Mendes da Silva: Professor Associado do Centro de Educação na graduação e pós-graduação em Educação, Docência e Gestão de Processos Educativosda Universidade Federal do Espírito Santo.  E-mail: Itamar.mendes@ufes.br
Carolina Falco Fernandes Valpassos
Caroline Falco Fernandes Valpassos: Pós-Doutoranda em Política Social na Universidade de Brasília (UNB). E-mail: cacauvalpassos@gmail.com
Publicado
09-05-2019
Como Citar
Campos, D., Silva, I. M. da S., & Valpassos, C. (2019). A ESCOLA COMO TEMPO/ESPAÇO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÃO DAS DESIGUALDADES: A RELAÇÃO COM OS TERRITÓRIOS. Revista Inter Ação, 44(1), 1-15. https://doi.org/10.5216/ia.v44i1.55683