A UNIVERSIDADE E A FAVELA: HIERARQUIA SOCIAL E GUERRA DE MEMÓRIAS

  • Mariana Machado Rocha Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Universidade de São Paulo. Favela. Memória Histórica. Conflitos Sociais.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo apresentar elementos que caracterizam o olhar lançado por parte dos frequentadores da Cidade Universitária da Universidade de São Paulo (USP) para crianças e adolescentes moradores da Favela São Remo, vizinha ao campus universitário, a fim de compreender o modo como a hierarquia social, que perpassa a constituição de ambos os grupos, interfere na produção das memórias sobre a própria interação ocorrida entre eles. A análise foi elaborada a partir do caso da morte de Daniel Pereira de Araújo, adolescente de 15 anos, morador da Favela São Remo, que desapareceu quando brincava no campus da universidade, em novembro de 1997.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Machado Rocha, Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Doutoranda na Faculdade de Educação da USP e Pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas.
Publicado
09-05-2019
Como Citar
Rocha, M. (2019). A UNIVERSIDADE E A FAVELA: HIERARQUIA SOCIAL E GUERRA DE MEMÓRIAS. Revista Inter Ação, 44(1), 93-110. https://doi.org/10.5216/ia.v44i1.55638