A EDUCAÇÃO PROBLEMATIZADORA DE PAULO FREIRE, UMA PEDAGOGIA DO SUJEITO SOCIAL

Autores

  • Sandro de Castro Pitano Universidade Federal de Pelotas - UFPel

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v42i1.43774

Palavras-chave:

Paulo Freire, Educação Problematizadora, Educação Popular, Sujeito Social

Resumo

O artigo apresenta os resultados de uma investigação bibliográfica sobre o pensamento de Paulo Freire, considerando a tese de que o mesmo tem o sujeito social como horizonte formativo. Visa identificar e evidenciar, a partir dos escritos freireanos, um conceito de sujeito social afinado com os princípios políticos e pedagógicos da educação popular. A análise bibliográfica abarcou a totalidade dos livros de Freire, dedicando maior atenção às obras: Pedagogia do Oprimido, Conscientização, Pedagogia: Diálogo e Conflito, Política e Educação, Pedagogia da Esperança e Pedagogia da Indignação. Aprofundando o estudo de categorias centrais como conscientização e diálogo, foi possível identificar e caracterizar um conceito de sujeito social na pedagogia freireana, configurando um horizonte formativo em consonância com os fundamentos e ideais da educação popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro de Castro Pitano, Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, pós-doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UNISINOS. Professor do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Downloads

Publicado

09-06-2017

Como Citar

Pitano, S. de C. (2017). A EDUCAÇÃO PROBLEMATIZADORA DE PAULO FREIRE, UMA PEDAGOGIA DO SUJEITO SOCIAL. Revista Inter Ação, 42(1), 087–104. https://doi.org/10.5216/ia.v42i1.43774