A QUESTÃO DA CULTURA E DA SUBJETIVIDADE: REVISÃO DE UM ESTUDO IMPLICADO COM POLÍTICAS AFIRMATIVAS NA EDUCAÇÃO

Autores

  • Marly Silveira Universidade de Brasília (UNB)

DOI:

https://doi.org/10.5216/ia.v38i1.25157

Palavras-chave:

políticas afirmativas, formação cultural, cultura, subjetividade.

Resumo

Nos marcos da Constituição Cidadã de 1988 e ordenamentos jurídicos, políticos e sócio econômicos decorrentes, reverberam no campo da educação, repercutindo nas diretrizes nacionais, significativas demandas relativas às condições materiais e imateriais da plena cidadania. Traduzem-se nas intervenções conhecidas como políticas e ações afirmativas, de reconhecimento e valorização de identidades e culturas, e de promoção da igualdade. Nessa temática, destacamos como base do processo, as políticas curriculares, de formação dos professores (as) e a concepção e construção de materiais pedagógicos. No intuito de participar dessa discussão, apresentamos a revisão de um estudo que enfoca aspectos das relações entre a questão da cultura e da subjetividade. Entende-se a compreensão dessas relações como pilar da discussão da finalidade e das ações da escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marly Silveira, Universidade de Brasília (UNB)

Professora adjunta da Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Departamento de Teoria e Fundamentos. Vin­ulada à Rede de Pesquisa sobre Professores no Centro Oeste - REDECENTRO. Colaboradora do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades – CEERT/SP.

Downloads

Publicado

28-06-2013

Como Citar

Silveira, M. (2013). A QUESTÃO DA CULTURA E DA SUBJETIVIDADE: REVISÃO DE UM ESTUDO IMPLICADO COM POLÍTICAS AFIRMATIVAS NA EDUCAÇÃO. Revista Inter Ação, 38(1), 189–203. https://doi.org/10.5216/ia.v38i1.25157