AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA FLUNIXINA MEGLUMINA, POR VIA SUBCONJUNTIVAL, SOBRE A CONCENTRAÇÃO E PADRÃO PROTEICO DO HUMOR AQUOSO DE CÃES SUBMETIDOS À PARACENTESE DA CÂMARA ANTERIOR

  • Paula Diniz Galera UnB
  • José Luiz Laus FCAV - UNESP - Jaboticabal
  • Ana Maria Barros Soares Universidade Federal Fluminense
  • Cassio Ricardo Ribeiro Universidade de Brasilia
  • Francislette Rodrigues de Melo União Pioneira de Integração Social
Palavras-chave: Sanidade Animal

Resumo

Avaliaram-se os efeitos da flunixina meglumina, pela via subconjuntival, sobre as proteínas do humor aquoso de olhos de cães submetidos à paracentese da câmara anterior. Dez animais adultos, clinicamente sadios, receberam, por aplicação subconjuntival, flunixina meglumina (1,1mg/kg) no olho direito e solução salina estéril a 0,9% no olho esquerdo, em igual volume. Mediante anestesia geral, foram submetidos a duas paracenteses de ambos os olhos para coleta de 0,2mL de aquoso primário e secundário, respectivamente. As amostras foram submetidas ao Teste de Bradford, cujas concentrações proteicas (média e desvio-padrão) obtidas foram de 15,98mg/dL ± 4,48 e 11,46mg/dL ± 2,72 para os olhos direito e esquerdo, respectivamente, na primeira paracentese, e de 119,8mg/dL ± 6,74 e 120,63mg/dL ± 22,4, para olhos direito e esquerdo, na segunda paracentese. Não houve diferença estatisticamente significativa entre os valores proteicos dos olhos tratados comparativamente aos seus controles. Quando comparadas as concentrações proteicas entre a primeira e segunda paracentese de olhos direito e esquerdo, observou-se diferença estatisticamente significativa entre esses dois momentos (p<0,001). A eletroforese em gel de poliacrilamida (SDS-PAGE) mostrou diferenças no padrão proteico do humor aquoso decorrente da primeira e da segunda paracentese.
PALAVRAS-CHAVES: Flunixina meglumina, humor aquoso, olho, paracentese, proteínas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Diniz Galera, UnB
MV, MSc, PhD. Professor Adjunto III - Cirurgia de Pequenos Animais - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília
José Luiz Laus, FCAV - UNESP - Jaboticabal
MV, MSc, PhD. Professor Titular - Depto. Clinica e Cirurgia Veterinaria - Faculdade de Ciencias Agrarias e Veterinarias - UNESP - Jaboticabal
Ana Maria Barros Soares, Universidade Federal Fluminense
MV, MSc, PhD. Professora Adjunta - Depto. de Clínica Médica de Pequenos Animais - Faculdade de Veterinária - UFF
Cassio Ricardo Ribeiro, Universidade de Brasilia
MV, MSc, PhD.  Pos-doutorando do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasilia
Francislette Rodrigues de Melo, União Pioneira de Integração Social

Bióloga. MSc. PhD em Bioquímica. Professor do Curso de Agronomia e Medicina Veterinária da UPIS.

Publicado
20-12-2009
Como Citar
Galera, P. D., Laus, J. L., Soares, A. M. B., Ribeiro, C. R., & de Melo, F. R. (2009). AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA FLUNIXINA MEGLUMINA, POR VIA SUBCONJUNTIVAL, SOBRE A CONCENTRAÇÃO E PADRÃO PROTEICO DO HUMOR AQUOSO DE CÃES SUBMETIDOS À PARACENTESE DA CÂMARA ANTERIOR. Ciência Animal Brasileira, 10(4), 1310-1316. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/5585
Seção
Medicina Veterinária