CRESCIMENTO E SOBREVIVÊNCIA DO CAMARÃO BRANCO DO PACIFÍCO Litopenaeus vannamei (BOONE, 1931) EM DIFERENTES SALINIDADES

Autores

  • Carlos Henrique dos Anjos dos Santos Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
  • Jullyermes Araújo Lourenco Universidade Federal do Ceará.
  • Ramon Barros Baptista Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
  • Marco Antonio Igarashi Universidade Federal do Ceará

Palavras-chave:

Litopenaeus vannamei, osmorregulação, gradiente salino, laboratório

Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar o desenvolvimento de pós-larvas de Litopenaeus vannamei cultivadas em diferentes salinidades. Realizou-se o experimento no Centro de Tecnologia em Aquicultura da Universidade Federal do Ceará, durante o período de 1.o de setembro de 2006 a 31 de outubro de 2006. Em vinte aquários com volume útil de 30L foram distribuídos, em um delineamento inteiramente casualizado, cinco tratamentos (controle – 35%, 30‰, 20‰, 10‰ e 0‰) com quatro repetições cada. Foi utilizada a densidade de trinta indivíduos/aquário. As pós-larvas, em fase de PL 10, apresentavam peso e comprimento médio total inicial de 0,008 ± 0,001g e 11,00 ± 0,05mm, respectivamente. Os animais foram, gradativamente, aclimatados nas salinidades experimentais. Para as análises estatísticas, aplicou-se a análise de variância (ANOVA) e, posteriormente, caso se verificassem diferenças significativas entre os tratamentos, o teste Tukey de separação de médias (? = 0,001). Os parâmetros de qualidade de água analisados mantiveram-se dentro dos padrões aceitáveis para o cultivo da espécie. As pós-larvas cultivadas em 0‰ apresentaram os melhores valores de peso final, incremento em peso, incremento relativo diário de biomassa e taxa de sobrevivência (P<0,001). Todavia, os animais cultivados em 10% mostraram os melhores valores de comprimento total e incremento em comprimento (P<0,001). Os resultados do presente estudo sugerem que pós-larvas de L. vannamei apresentam taxas similares de crescimento e sobrevivência quando cultivadas em diferentes salinidades.

PALAVRAS-CHAVES: Gradiente salino, laboratório Litopenaeus vannamei, osmorregulação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique dos Anjos dos Santos, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

Doutorando em Genética, Conservação e Biologia Evolutiva pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Bolsista do CNPq.

Jullyermes Araújo Lourenco, Universidade Federal do Ceará.

Doutorando em Engenharia de Pesca. Bolsista da CAPES.

Ramon Barros Baptista, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

Mestrando em Genética, Conservação e Biologia Evolutiva pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Bolsista da CAPES.

Marco Antonio Igarashi, Universidade Federal do Ceará

Professor Ph.D. do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Pesca. Secretária Especial da Aqüicultura e Pesca da Presidência da Republica – SEAP/PR

Downloads

Publicado

30-09-2009

Como Citar

Santos, C. H. dos A. dos, Lourenco, J. A., Baptista, R. B., & Igarashi, M. A. (2009). CRESCIMENTO E SOBREVIVÊNCIA DO CAMARÃO BRANCO DO PACIFÍCO Litopenaeus vannamei (BOONE, 1931) EM DIFERENTES SALINIDADES. Ciência Animal Brasileira, 10(3), 783–789. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/4728

Edição

Seção

Produção Animal