HEMANGIOMA HEPÁTICO PRIMÁRIO EM GATA PERSA COM DOENÇA RENAL POLICÍSTICA

  • Valdemiro Amaro da Silva Júnior Professor de Histologia e Embriologia Veterinária do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Área de Histologia, UFRPE. Recife/Pernambuco-Brasil.
  • Frederico Celso Lyra Maia Professor de Patologia Geral e Técnicas de Necropsias dos Animais Domésticos do Departamento de Medicina Veterinária, Área de Patologia, UFRPE.
  • Fábio Luiz da Cunha Brito Professor de Clínica Cirúrgica da UAG/UFRPE
Palavras-chave: Sanidade Animal

Resumo

Hemangiomas primários do fígado são neoplasias benignas que podem comprometer a sobrevivência do animal, em virtude da compressão de vasos, ductos e hepatócitos adjacentes, especialmente pela possibilidade de rupturas e morte por hipovolemia. Por serem raros em felinos, objetiva-se relatar o caso de uma gata Persa, com 10 anos de idade, cujos sinais clínicos eram: aumento de volume abdominal, vômitos intermitentes, apatia e anorexia, além de cios irregulares. No exame radiográfico se observou massa tecidual radiopaca no fígado. Na ultra-sonografia hepática, percebiam-se contornos irregulares, parênquima heterogêneo, hiperecogênico, com áreas cavitárias, sugestivo de neoplasia e cistos. No exame macroscópico, visibilizaram-se ascite sanguinolenta, esteatose hepática e massa neoplásica única com 12 cm de comprimento por 8 cm de largura e diversos cistos. Os ovários e rins se apresentavam policísticos e havia hiperplasia endometrial cística. Microscopicamente foram diagnosticadas no fígado formações císticas limitadas por endotélio e delgada cápsula de tecido conjuntivo, esteatose e hepatite periportal mononuclear-linfocitária com proliferação de ductos bilíferos. A massa tumoral originava-se a partir do tecido conjuntivo da cápsula hepática e se caracterizava pela presença de brotos vasculares oriundos de células endoteliais, com dilatação e anastomose de vasos nas áreas mais superficiais. Os achados observados são compatíveis com o diagnóstico de hemangioma hepático primário do tipo capilar-cavernoso. Nos ovários, no útero, nos rins e fígado, constatou-se doença policística.

 

PALAVRAS-CHAVES: Fígado, gato, neoplasia vascular.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
09-07-2008
Como Citar
Silva Júnior, V. A. da, Maia, F. C. L., & Brito, F. L. da C. (2008). HEMANGIOMA HEPÁTICO PRIMÁRIO EM GATA PERSA COM DOENÇA RENAL POLICÍSTICA. Ciência Animal Brasileira, 9(2), 529-534. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/4249
Seção
Relato de caso