DESCRIÇÃO DE DANOS ULTRAESTRUTURAIS EM ESPERMATOZOIDES CANINOS CONGELADOS-DESCONGELADOS

Autores

  • Alexandre Rodrigues Silva Universidade Federal Rural do Semi Árido
  • José Domingues Fontenele-Neto Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Rita de Cássia Soares Cardoso Universidade Federal do Piauí
  • Lúcia Daniel Machado da Silva Universidade Estadual do Ceará
  • Viviane Helena Chirinéa Universidade Estadual Paulista
  • Maria Denise Lopes Universidade Estadual Paulista

Palavras-chave:

Reprodução Animal, Cão, Sêmen, Criopreservação, Ultra-estrutura

Resumo

Apesar dos avanços na microscopia eletrônica de transmissão (MET), existem poucos estudos apresentando uma descrição sistemática do espermatozoide canino, os quais estão focados apenas na cabeça espermática. Objetivou-se, com o presente estudo, descrever a aparência ultraestrutural do espermatozoide canino fresco e congelado-descongelado, enfocando os danos induzidos pela congelação e descongelação em diferentes regiões espermáticas. Dez ejaculados obtidos de cinco cães (dois ejaculados por cão) foram coletados, avaliados e diluídos em Tris-gema-glicerol, congelados e armazenados em nitrogênio líquido, e descongelados seis semanas após. Avaliaram-se as amostras quanto à motilidade progressiva, morfologia espermática e análise ultraestrutural por MET. Em relação à MET, as principais diferenças entre o espermatozoide fresco e descongelado foram observadas na peça intermediária, visto que o espermatozoide fresco apresentava uma peça intermediária bem preservada. Entretanto, a peça intermediária dos espermatozoides descongelados mostrava sinais de danos como a vacuolização das mitocôndrias.  Em conclusão, os processos de congelação e descongelação utilizando o diluente Tris-gema induzem danos ultraestruturais na cabeça e peça intermediária de células espermáticas caninas, afetando, inclusive, a ultraestrutura das mitocôndrias.

PALAVRAS-CHAVES: Cão, criopreservação, sêmen, ultraestrutura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Rodrigues Silva, Universidade Federal Rural do Semi Árido

Professor adjunto, Dr., Departamento de Ciências Animais, UFERSA, Mossoró-RN

José Domingues Fontenele-Neto, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Professor adjunto, Dr., Departamento de Ciências Animais, UFERSA, Mossoró, RN

Rita de Cássia Soares Cardoso, Universidade Federal do Piauí

Professora adjunta, Dr., Campus Profa. Cinobelina Elvas, UFPI, Bom Jesus, PI

Lúcia Daniel Machado da Silva, Universidade Estadual do Ceará

Professora adjunta, Dr., Laboratório de Reprodução de Carnívoros, UECE, Fortaleza, CE

Viviane Helena Chirinéa, Universidade Estadual Paulista

Doutoranda, Laboratório de Reprodução de Pequenos Animais e Silvestres, UNESP, Botucatu, SP

Maria Denise Lopes, Universidade Estadual Paulista

Professora adjunta, Livre Docente, Laboratório de Reprodução de Pequenos Animais e Silvestres, UNESP, Botucatu, SP

Downloads

Publicado

2009-07-03

Como Citar

SILVA, A. R.; FONTENELE-NETO, J. D.; CARDOSO, R. de C. S.; SILVA, L. D. M. da; CHIRINÉA, V. H.; LOPES, M. D. DESCRIÇÃO DE DANOS ULTRAESTRUTURAIS EM ESPERMATOZOIDES CANINOS CONGELADOS-DESCONGELADOS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 10, n. 2, p. 595–601, 2009. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/3119. Acesso em: 27 jun. 2022.

Edição

Seção

Medicina Veterinária