EFEITO DE DIFERENTES FONTES E CONCENTRAÇÕES DE ZINCO NA MISTURA MINERAL SOBRE DESEMPENHO E CARACTERÍSTICAS SEMINAIS DE TOUROS JOVENS CRIADOS EM CAMPO

  • Alexandra Rocha de Oliveira UFMS
  • Maria da Graça Morais UFMS
  • Sheila da Silva Moraes CNPGC/EMBRAPA
  • Carlos Eurico Fernandes UCDB
  • Luis Carlos Vinhas Ítavo UCDB
  • Urbano Gomes Pinto de Abreu EMBRAPA PANTANAL
Palavras-chave: Minerais, Semen de touros

Resumo

Dezesseis tourinhos Nelore de aproximadamente 26 meses de idade mantidos em pasto foram submetidos a qua-tro diferentes suplementações de zinco na mistura mineral: Zn–0 (sem zinco); Zn 30FO (30 mg de Zn orgânico/Kg); Zn 30FI (30 mg de Zn inorgânico/Kg) e Zn 60FI (60 mg de Zn inorgânico/Kg). Mediu-se o consumo da mistura mineral e verificou-se que os animais do Zn–0 consumiram mais do que os animais dos demais tratamentos, diferindo estatis-ticamente (P<0,05) de Zn-30FO, Zn-30FI e Zn-60FI e que os animais do Zn-60FI consumiram menos. Procedeu-se à pesagem dos animais, coletaram-se sangue e realizaram-se análises andrológicas completas. Não foi verificada dife-rença estatística (P>0,05) entre tratamentos para ganho de peso. Tourinhos do Zn–0 apresentaram espermatozóides com menor motilidade e vigor, e mais chances de ter esper-matozóides com defeitos de cabeça, peça intermediária e gota citoplasmática proximal. Animais suplementados com 60 mg de Zn inorgânico/Kg apresentaram maiores chances de não ter defeitos de cabeça, peça intermediária e gota citoplasmática proximal nos espermatozóides. As diferentes fontes e concentrações de zinco na mistura mineral de touros jovens não afetaram o desempenho ponderal nas condições experimentais, mas as características seminais, sim.

PALAVRAS-CHAVES: Crescimento, espermatozóides, zinco inorgânico, zinco orgânico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
12-09-2007
Como Citar
Oliveira, A. R. de, Morais, M. da G., Moraes, S. da S., Fernandes, C. E., Ítavo, L. C. V., & Abreu, U. G. P. de. (2007). EFEITO DE DIFERENTES FONTES E CONCENTRAÇÕES DE ZINCO NA MISTURA MINERAL SOBRE DESEMPENHO E CARACTERÍSTICAS SEMINAIS DE TOUROS JOVENS CRIADOS EM CAMPO. Ciência Animal Brasileira, 8(3), 465-478. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/1687
Seção
Produção Animal