ASPERSÃO DE ÁGUA FRIA NO INÍCIO DO RESFRIAMENTO DE CARCAÇAS BOVINAS E MATURAÇÃO DA CARNE SOBRE O PESO, COR E ACEITAÇÃO DO MÚSCULO LONGISSIMUS LUMBORUM

  • CRISTIANO SALES PRADO UFG
  • CLÁUDIA PEIXOTO BUENO EV/UFG
  • PEDRO EDUARDO DE FELÍCIO FEA/UNICAMP
Palavras-chave: Bovinos, Carcaças, Maturação

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi avaliar os efeitos da aspersão de água gelada, nas primeiras seis horas de resfriamento, nas perdas de peso por evaporação das carcaças e, também, do tempo de maturação em embalagem a vácuo, nas perdas por exsudação da carne, e na cor e aceitação de bifes de contrafilé (m. Longissimus          lumborum). Procedeu-se ao abate de dois lotes de bovinos machos inteiros, de aproximadamente doze meses de idade, terminados em confinamento, sendo dezesseis do tipo composto Montana, no primeiro abate, e 24 mestiços (½ Nelore ½ Simental), no segundo. Após a sangria e estimulação elétrica de baixa voltagem, esfola e evisceração, atribuíram-se as carcaças a um dos dois tratamentos de resfriamento: (1) sem aspersão (SA); (2) com aspersão (CA). Efetuaram-se pesagens das carcaças antes e após o resfriamento de 48 horas. Na desossa, retiraram-se bifes de contrafilé, de 2,5 cm de espessura, que foram embalados a vácuo e maturados por 7, 14, 30 e 60 dias. Retiraram-se as amostras da embalagem, sendo pesadas e colocadas em bandejas de poliestireno expandido, cobertas com filme de PVC e expostas em gôndolas refrigeradas, por 48 horas. Avaliou-se a cor dos bifes após 24 horas de exposição, utilizando um colorímetro portátil, no esquema CIE L*, a* e b*, e realizou-se análise visual para os atributos cor, aceitação global e opção de compra. A aspersão foi eficiente em reduzir as perdas de peso por evaporação (P<0,05). Houve efeito (P<0,001) do uso da aspersão e do período de maturação nas perdas por exsudação. As amostras do tratamento CA apresentaram maiores perdas por exsudação (P<0,001), que aumentaram com trinta dias ou mais de maturação nesse tratamento e não no SA. O uso do sistema de aspersão não influenciou (P>0,05) na avaliação visual, nem nas medidas objetivas da cor, porém foi notada uma descoloração superficial das carcaças, a qual diminuiu sensivelmente até o final do resfriamento.

Palavras-chaves: Aspersão de carcaças, contrafilé, embalagem a vácuo, exsudação, qualidade da carne.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

CRISTIANO SALES PRADO, UFG
Centro de Pesquisa em Alimentos/EV/UFG
CLÁUDIA PEIXOTO BUENO, EV/UFG
Doutoranda do Centro de Pesquisa em Alimentos/EV/UFG
PEDRO EDUARDO DE FELÍCIO, FEA/UNICAMP
Departamento de Tecnologia de Alimentos/FEA/UNICAMP
Publicado
10-12-2007
Como Citar
PRADO, C. S., BUENO, C. P., & FELÍCIO, P. E. D. (2007). ASPERSÃO DE ÁGUA FRIA NO INÍCIO DO RESFRIAMENTO DE CARCAÇAS BOVINAS E MATURAÇÃO DA CARNE SOBRE O PESO, COR E ACEITAÇÃO DO MÚSCULO LONGISSIMUS LUMBORUM. Ciência Animal Brasileira, 8(4), 841-848. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/1085
Seção
Medicina Veterinária