Entre a literatura e a filosofia: a intertextualidade nassariana

Autores

  • Maria Aparecida Antunes de Macedo

DOI:

https://doi.org/10.5216/sig.v21i1.8621

Resumo

O romance Lavoura arcaica, de Raduan Nassar, insere-se nas tendências da
pós-modernidade filosófica e do pós-modernismo artístico, na medida em que
nele se encontra uma poética intertextual apontando tanto para a crítica à razão
universal do Iluminismo quanto para a problematização do homem no discurso
– aspectos centrais nas teorias pós-modernas. Em Cadernos de literatura
brasileira: Raduan Nassar, o escritor situa sua poética na flutuação de dois
domínios do conhecimento, que são a literatura e a filosofia – esta última sendo
geradora de seu trabalho intertextual. Em seu texto ficcional, entrevemos essa
poética nos comentários autoteorizantes efetuados pelo narrador, em sua
aproximação paralela à crítica da pós-modernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-01-2010

Como Citar

Macedo, M. A. A. de. (2010). Entre a literatura e a filosofia: a intertextualidade nassariana. Signótica, 21(1), 123–138. https://doi.org/10.5216/sig.v21i1.8621

Edição

Seção

Artigo